Diário da Si

♥ ERA UMA VEZ UM PROJETO… ♥

Que está enfim “engatinhando”!!!
Gente, deixa eu contar… hoje perdi o “medo” da máquina!!! kkkkkkk
Quando eu era criança, adorava ver a vovó costurando, bordando, cerzindo… e ela fazia de tudo: fantasias, roupas… Minhas bonecas faziam “desfile” e minhas amigas babavam!!!kkkkkkkkkk
Eu aprendi de tudo um pouco… cerzir, bordar, cortar… mas na hora de costurar… só à mão mesmo, não conseguia fazer nada na máquina! Eu ficava com “medo” da agulha descer e pegar no meu dedo!!! rs
E assim foram-se os anos…
Bordar, costurar e etc, antes ensinados na escola na extinta matéria de “Educação para o Lar” (eu ainda tive isso!!!! kkkkk), foram ficando cada vez mais “ultrapassados”. E o consumismo e o modernismo de uma forma geral foram tomando tudo e todos!
Hoje em dia quando eu falo pra alguém que quero aprender a costurar, as pessoas fazem cara de “OHHH”, e perguntam: pra quê? Já ouvi comentários piores que esse, do tipo: “você não precisa”.  Preciso SIM!!!
Preciso aprender porque eu quero… sempre quis… Mas a vida “correu”, vovó faleceu, estudei, me formei, trabalhei e continuei estudando… trabalhando e estudando… sempre mais, mais e mais!!!
Não que eu me arrependa… estudar é sempre bom e nunca é demais. E trabalhar também é bom. Mas me arrependo de não ter pensado em conciliar tudo o que tanto gosto com o dinheiro, o estudo, o trabalho… porque é tão mais prazeroso! E tudo o que é feito com amor, e não apenas pelo dinheiro, acaba sendo mais gratificante! Quando larguei a área médica e investi nas festas, todo mundo achou loucura! Sim, foi… gastei mais do que lucrei… mas lucrei. Lucrei amizades maravilhosas, lucrei sorrisos das crianças quando chegavam em suas festas, lucrei alegria, lucrei amor…  E NÃO EXISTE DINHEIRO QUE PAGUE ISSO!!!
Sem contar que pude conciliar com meus filhos. Levar na escola, buscar, fazer os trabalhos, pesquisas, comida, cuidar mesmo!!! Adoro cuidar… adoro cuidados! Tenho mais tempo disponível para ajudar os outros… na rua, em azilos, hospitais… Tá, eu não ganho nada com isso(financeiramente), mas me sinto feliz, me sinto mais gente… sei lá… As pessoas vão “perdendo” esse lado humano por causa do dinheiro. Esses dias mesmo… notei que o gari que varre aqui a rua não tem vindo… E perguntei dele ao outro gari. Ele estranhou eu perguntar, e ainda disse: “A senhora conhece o Rafael?” E eu disse: “Sim, conheço, ele varre a rua todos os dias”. É, as pessoas estranham eu saber que o gari se chama Rafael… porque eu não saberia o nome dele? Porque não diria à ele “bom dia”, “boa tarde”, “obrigada”, “quer água”???? Às vezes de manhã, num sol de rachar, vem ele varrendo… suando… a rua é grande… e ninguém é capaz de perguntar se ele está com sede! Bem, infelizmente a notícia foi ruim… Rafael está ausente nos últimos dias porque perdeu seu único filho, de 14 anos, vítima de leptospirose após uma dessas chuvas enoooormes!!! O menino adoeceu, dias depois foi diagnosticada icterícia devido a leptospirose, que se agravou com hemorragia, má funcionamento dos rins e levou-o ao óbito. Fiquei muito triste! Mas acho que ninguém percebeu que ele nem estava mais por aqui… a grande maioria das pessoas, principalmente os “jovens” como eu, saem cedo pra trabalhar, nem olham pra cara dele quando o encontram, e voltam a noite… como saberiam? Alguns até disparam: “Ah, Si, por favor, vc acha que eu vou reparar que o gari mudou?” Ele é uma pessoa, gari ou executivo, é uma pessoa. Engraçado que os “de terno e gravata” que aparecem só quando estão voltando pra casa todo mundo sabe… cumprimeta… conhece… sabe o nome!
Será que pelo dinheiro que eles tem? Posição social? Cargo que ocupam? Função que exercem? Deve ser… Afinal, tudo isso hoje em dia se tornou mais importante… essa é a triste realidade!
Em meio a tragédias como de Terê dos últimos dias, as pessoas lembram do que realmente importa: “A VIDA”!!! Porque para a “morte” pouco importa quanto ou o que você tem… se chegar a sua hora… ela te leva!!!
E voltando ao assunto… rs Desculpem pelo “desabafo”!!! kkkkkk Eu e minha mania de misturar os assuntos!
Sim, quero aprender a costurar… comecei a aprender hoje!!!
Amanhã uma das máquinas que está na mamãe vem pra cá… oba!!! Velha… tudo bem! Não ligo tanto assim pra modernidade mesmo…rsrsrs
Aos pouquinhos esse tal “projeto” vai tomando forma, vai melhorando, vai se definindo mesmo…
E o que eu quero afinal? Quero paz! E amor! E saúde! E sorrisos!
Tudo isso eu levo comigo… aonde quer que eu vá!
Previous Post Next Post

Posts Relacionados

2 Comments

  • Reply Chica 14/01/2011 at 23:05

    Parabéns!Não te conheço mas te sinto gente, realmente GENTE.Humana, solidária, de bem com a vida.

    Vai fundo nos teus projetos cheios de simplicidade e [é ela que encanta a vida e nos torna melhores…
    Adorei! beijos,chica

  • Reply Simone Aline 15/01/2011 at 01:08

    Oi Chica,
    obrigada amiga! É isso aí… Um projeto cheio de simplicidade, e que está me deixando muuuuito feliz! Vai dar certo, tenho certeza!
    Grande beijo

  • Leave a Reply