Daily Archives

25/11/2011

Ação Social / Utilidade Pública, Crianças / Filhos, Cursos e Educação, Diário da Si, Entretenimento e Cultura

♥ ENSINO PÚBLICO NO RIO ♥

Oi gente!? =)
Acabei de chegar de uma reunião na escola do filhote mais velho. Como já disse nesse outro post AQUI, ele começou a estudar na Rede Municipal de Ensino em 2009, e eu não tenho do que me queixar.
Sim, o ensino precisa ser melhorado na maioria das escolas, mas para quem procura e está DISPOSTO a dar uma educação de qualidade, existem boas opções públicas SIM!!!
No outro post (http://www.simonealine.com/2011/08/cultura.html) eu ressalto bem a importância dos pais educarem seu filhos… Porque educação começa em casa. E cultura idem.
Pais e professores são como uma equipe, que devem fazer o melhor em seu projeto: o aluno!
Bem, hoje a reunião foi para entregar o “Kit Férias”!!! =D
Ohw, que gracinha!!! Tô “in love”!!! =)
Dentro dessa pastinha (combinando com o azul do uniforme…rsrs), vem uma caixa de lápis cera, lápis preto, borracha, apontador e um “Almanaque de Férias” cheio de atividades bacanas!
E olha que gracinha também por dentro: 
Todas as páginas coloridas (um atrativo a mais para as crianças), muuuuuuitos desenhos e atividades bem bacanas, uma para cada dia do mês de janeiro! Uma gracinha mesmo! =)
Pra quê? Pra que eles tenham durante as férias um reforço, que continuem praticando a leitura, a escrita, o raciocínio mesmo… Isso é tão importante!!! E pasmem, ouvi mãe dizendo: que saco!!! Até nas férias vou ter que fazer “dever de casa”!!!
Isso sim dá tristeza!!! Algumas mães de hoje precisavam aprender mais sobre “educação” (em todo o amplo sentido da palavra!!!)
No início do próximo ano letivo, eles deverão levar o Almanaque feito para a nova professora! Que fofo!!!
Será que só eu sou retardada e fico “paquerando” os trabalhinhos dos meus filhotes????
Pena que não abriram vaga para a Educação Infantil na ““Escola Jean Mermoz”, queria tanto que filhote mais novo fosse estudar lá… Pior que ele caiu numa escola super contra mão… e num local horrível… se eu não conseguir transferência, não sei não… O corpo docente é bom, mas a frequência… aff!!! Prefiro não comentar… Tô com ♥ pequenininho! Pedindo a Deus para que a escola do filhote mais velho abra vaga… e de dedinhos cruzados para que eu consiga transferência!!! =)
#papodemãe =D
Bjks!
Beleza e Saúde, Cabelos, Encontros de Blogueiras, Eventos

♥ PARCERIA: EMBELLEZE! ♥

Oi gente!? =)
Bem, a mais nova parceira aqui do Cantinho dispensa qualquer tipo de apresentação!!!
Pois é… pois é… pois é… rsrsrs
A missão da Embelleze é “criar soluções inovadoras de beleza que façam parte de cada momento da espiral de transformação da vida da mulher brasileira, porque beleza é um instrumento de criação de vida.”
Os valores da empresa também são honráveis, e eu me senti extremamente lisonjeada em fechar essa parceria! 
Além da qualidade dos produtos que a gente já conhece, a empresa ainda tem um outro lado que é importante destacar: o de “ajudar ao próximo”!!! Não existe nada mais BONITO que isso!!!
Embelleze Empresa Amiga - Criança Esperança
Empresa NOTA 10 tem que ser assim! =)
Nos dias 27 e 28 de novembro chega ao Rio de Janeiro a Rio Belleza, a 1ª feira de cabelo, estética, aprendizado, solidariedade e negócios. E eu fui convidada pela Embelleze para registrar pra vocês as novidades da empresa, lançamentos e etc.

Então, no domingo próximo estarei no Centro de Convenções Sul América (que chique! rs) e assim que chegar mostro TUDINHO aqui pra vocês, ok?
Vai rolar sorteio, claro!!! =)
Fiquem ligadas!!!
Bjks!
Comportamento, Crianças / Filhos, Diário da Si

♥ MINHA ALEGRIA É TRISTE… ♥

Não, não vou escrever a música do Roberto Carlos… rsrsrs Apesar de adorar o “Rei”, não é sobre música o post de hoje! 
Bem, que eu adoro crianças, todo mundo já sabe… Que sou como uma, também…
Talvez por isso me dê tão bem com elas! =)
Gosto da simplicidade e sinceridade infantil: no falar, no agir, no brigar, no perdoar, no sorrir…
Quando completei 15 anos minha vida mudou…
Nascia o meu primeiro “amor maternal”. Porque o sentimento materno é algo inexplicavelmente SUPERIOR a qualquer outro. Claro que nem toda mãe sente assim… da mesma forma que muitas mulheres são capazes de sentir esse amor sem precisar de uma gestação! E assim foi comigo, com meu primeiro sobrinho: o meu Bibico! Não estava na minha barriga… mas eu o amava como se estivesse! Ajudei a criá-lo, levei à escola, fiz trabalhinhos, ensinei os primeiros passos, participei de cada maravilhosa etapa até vê-lo hoje, um homem! Aff!!! E na adolescência ele deu um trabalho!!! Rebelde sem causa, para todos… Para mim, tinha as causas dele… e eu o entendia! Não à toa, meu Bibico me considera como uma mãe e me faz chorar cada vez que diz isso… E é aí que a minha alegria é triste. Porque ao mesmo tempo que fico feliz com isso, imagino a tristeza que minha irmã sente… e amo minha irmã… é uma pessoa maravilhosa, parecia que seria a mãe ideal!!! Mas filhos tem sua própria personalidade, e é difícil, muito difícil lidar com personalidades… Cada pessoa tem um temperamento diferente, um dom, um jeito mesmo… E nascem assim. Por isso a gente ensina, e cada filho “aprende” de um jeito… o jeito deles!!! 
E a maioria dos adultos não compreende muito bem isso. Ou compreende, na família dos outros. Tem um ditado que diz: “santo de casa não faz milagre!” E é verdade…
Minha irmã mais velha é educadora, professora de educação infantil, professora de artes para adolescentes e adultos, espiritualizada, inteligente… Mas quando Bibico tinha 6 anos, num almoço de domingo no clube, Dia das Mães de 1997, distribuíram rosas para as mamães nas mesas. E quando entregaram a rosa da minha irmã, ele puxou da mão dela e me entregou… E me abraçando disse: “queria que você fosse minha mãe”. E eu, num misto de alegria e tristeza, tentei “melhorar” as coisas, sorrindo: “Ô meu filho, a “Tia Si” é sua mãe… sua quarta mãe… viu como você é um menino de sorte? Papai do Céu te deu sua mãe, duas vovós, e eu… uma mãe emprestada… a sua quarta mãe” 
E ele, em sua sinceridade infantil, não titubeou: “…mas eu queria que você fosse minha mãe de verdade, porque pra mim, você é a primeira!” Putz!!! Sim, eu fiquei feliz… Mas conseguem imaginar minha irmã, em pleno dia das mães??????
Minha irmã teve outro filho depois do Bibico. E eu casei, tive os meus… Meu segundo sobrinho, Antonio Gabriel, é meu afilhado.
Na foto: minha irmã, eu com Cecelo no colo, Dandan, mamãe, minha prima e seus filhotes, Gabriel, papai, Bibico e meu tio.
 Sempre o chamei de “filho”… Aliás, tenho o hábito de chamar crianças assim… por um sentimento maternal mesmo. Quando um amiguinho, um sobrinho, uma criança qualquer me chama: “Tia”, eu respondo: “oi filho”. É meu jeito! Bem, e sou compreensiva, tolerante… mas não sou a favor de crianças “mandando” em adultos, como hoje em dia se vê tão comumente. Gosto de respeito, de limites… e crianças precisam disso!!! 
Hoje Gabriel está com 15 anos… e acabou de sair aqui de casa, com minha irmã. Quando chegaram, estranhei… porque é um dia de semana, minha irmã trabalha o dia todo, e embora Gabriel chegasse sorrindo… minha irmã vinha atrás, com carinha de triste… =/
Gabriel está em sua fase “rebelde” (típica e comum nessa idade). Aquela que eu fui a única a entender e ajudar o Bibico a superar… rsrsrs É… mas por problemas “maiores” (que nessa idade parecem o “fim do mundo”), Gabriel está ainda mais rebelde. Com ou sem causa, a verdade é que nessa idade, a gente sempre se acha dono do nariz e da razão, e poucos tem maturidade mesmo para realmente serem “donos” de qualquer coisa que seja (até deles mesmos!!! rsrsrs)
 Minha irmã está para se mudar, vai ficar na esquina da minha casa, e Gabriel está radiante!!! Entrou todo feliz, me beijando e dizendo que Dezembro estará por aqui…  E minha irmã, embora feliz com a novidade, lamentou o que ontem ouviu de seu segundo filho: “Ele disse que podia ser seu filho!” E ele, sorrindo, continuou: “…me pareço com você… nossas mãos são iguais… nosso cabelo… nossa pele…Você poderia ser minha mãe!”
Mais uma vez a alegria veio… e a tristeza veio junto, ao ver os olhos marejados de minha irmã…
Gabriel foi indo para o quarto, jogar vídeo game com os primos. E eu, sem saber o que dizer, tentando novamente disfarçar essa situação constrangedora.
Mas meu coração transborda de felicidade com esse tipo de sentimento… tão sincero, tão puro… que para nascer e crescer dentro de uma criança, a gente precisa fazer apenas uma coisa:
AMÁ-LOS!!!