Daily Archives

06/11/2018

Artesanato, Comportamento, Crianças / Filhos, Diário da Si, DIY

TRABALHO INFANTIL (OBRIGUEI MEU FILHO E SEUS COLEGUINHAS A FAZEREM)

Passando aqui para compartilhar um pouquinho do meu dia… exausto, por sinal! ha ha ha

Ontem, soube que filhote tinha combinado com os amiguinhos da escola de irem fazer um trabalho de grupo na casa de um deles. E lá fui eu caçar no grupo da escola, as mães dos amiguinhos. Meu filho já havia trazido até o endereço, para onde meu esposo iria levar ele e mais quatro hoje! E, surpresa, quando falei com a mamãe do amiguinho, ela não estava sabendo de nada!!! Exatamente o que eu havia imaginado. Porque crianças combinam entre si, mas só avisam as mães na última hora, né? rsrsrs

E a mãe do amiguinho só chegaria em casa hoje depois das 18h! Bem, daí, eu sugeri que viessem pra cá. O trabalho é para ser entregue amanhã, ou seja, teriam que fazer mesmo!

Combinamos tudo pelo whatsapp, e avisei ao Klaus: “amor, não esqueça que vai trazer Cecelo (filhote) e mais 4!” kkkkk O sexto amiguinho a mãe trouxe depois.

A galerinha almoçou:

almoço-filhote-amigos-trabalho escolar-

Depois, enquanto eu preparava a caixa de papelão que um deles trouxe, pegaram uma bola de basquete, e foram subindo as escadas para o terraço (onde tem uma cesta), dizendo: “Se precisar, só chamar a gente, tia!” rsrsrs

Oi???? Na, nani, nanão!!! Podem descendo que o trabalho é de vocês, não meu! Vou ajudar, mas não vou fazer! Eles desceram um pouco desanimados, mas acabaram se empolgando, claro. Primeira tarefa: pintar as bolas de isopor. E lá foram eles: cagando mãos, mesa, toalha velha… rsrsrs Mas no final, deu tudo certo! E os planetas ficaram lindos!

Aí veio a hora e encapar a caixa, e confesso: eu a outra mamãe que encapamos certinho. Eles até “ajudaram”, medindo, segurando… mas as colagens ficaram por nossa conta. Porque eu detesto trabalho borrado!!! kkkkk

Comprei várias estrelinhas adesivas, e cada um ganhou uma cartela para colocar na caixa. Adesivos são práticos para as crianças manusearem e dão um visual lindo, sempre!

Eles digitaram os nomes dos planetas, e eu imprimi. Eles cortaram e colaram em seus respectivos lugares. Eu e a outra mamãe colocamos o fio de nylon  no alto, e indicamos como cada um colocaria seu planeta. E a farra foi daquelas! Depois foi só esconder os “nós” do nylon com mais estrelinhas, e voilá:

trabalho escolar-sistema solar-jean mermoz

Quando terminaram, aí sim, puderam brincar! rsrs

E eles mesmos ficaram felizes com o resultado do trabalho. Não paravam de repetir: “caramba, ficou lindo, né? Acho que nenhum grupo das meninas vai ser tão bonito quanto o nosso!”  Olha a preocupação deles?! rsrsrsrs

Mas diz pra mim: ficou lindo mesmo, não ficou? Mãezica fica como???? Toda boba também!

Bem, ainda tivemos dois momentos de lanche, que nem consegui fotografar… e só agora consegui terminar de arrumar a bagunça, e a cozinha! ha ha ha Mas valeu a pena! O dia foi recheado de delícias e de muita arte! AMO essa rotina escolar!

Super beijo,

Comportamento, Dicas, Diversos, Eventos, Festas, Negócios, Polêmicos, Reclamações, Serviços

PARCERIA QUE NÃO INDICO

Ontem eu falei sobre as parcerias mega bacanas que tivemos na festa de um milhão da Jaque Sobrinho. E hoje eu queria falar sobre parcerias que não são legais.

Isso é uma coisa que a gente, como blogueira, conhece bem. Porque parceria bacana é aquela que tem equilíbrio. Tem que haver uma troca, de verdade! É um ganhando de um lado, e outro do outro. Tem que ser legal para os dois. E infelizmente, nem sempre é. 🙁

Eu não sou a favor de expor, acho que a gente tem que conversar, tentar entender o lado do outro. Porque no fundo, imprevistos podem acontecer, a gente sabe disso! As vezes a gente planeja, e na hora, no dia mesmo, dá tudo errado. E a gente acaba não conseguindo ajudar, mesmo tendo a boa vontade de ser parceiro em algum evento. Então, eu sou a favor da conversa entre as partes.

O DJ, por exemplo, a esposa passou mal na véspera, e ele não pôde comparecer. Ou seja, ficamos apenas com um operador de som da própria casa de festas. Mas ok, acontece! A gente sabe que acontece! Ele mesmo ligou para avisar, ou seja, se preocupou. Sabia que havia assumido um compromisso. Fez a parte dele como parceiro.

Mas infelizmente, existem pessoas que agem de má fé, e elas não vem com uma placa dizendo isso. As vezes agem até sem pensar, mas acredito que temos que responder pelos nossos atos. E quando eles acabam prejudicando um outro alguém, devem sim se justificar.  No post de ontem, eu citei a tal senhora que tem buffet (e vive nas fotos com blogueiras famosas), e não citei o nome dela. Ela me enrolou, me enrolou… deixou de me atender, mas não me deixou na mão! Não chegou a marcar nada comigo e deixou de cumprir! Ela simplesmente fingiu que ia ajudar, e foi deixando pra lá, deixando o tempo passar. Ela fingia interesse, que queria ajudar… mas no fundo não queria! Enfim… apenas deixei pra lá também! Essa nem chegou a ser parceira de verdade, e jamais será! Mas não tenho porque expor o nome dela aqui. Eu me chateei, mas ela não chegou a marcar nada comigo e me deixar na mão!

Mas um serviço em especial, tenho que compartilhar. Porque ele fez um valor X para estar na festa, e simplesmente não foi! E claro, só teria o serviço dele. Ou seja, acabou não tendo o que estava planejado, e nada para substituir. E pior, ele não falou nada!

Entrei em contato com vários barmans, e encontrei o Edson nas redes sociais. Entrei em contato com ele, mandei a proposta da parceria para a festa. Ele entrou em contato comigo, e explicou o que ele poderia fazer. Acertamos que o valor do material seria pago para cobrir os gastos dele, e ele super topou participar! Resolvemos os drinks, o local onde o bar ficaria. Até aí, tudo bem! E nos falamos até a véspera da festa. Tudo certo, eu pensava!

E no dia, cadê ele? Quando o horário de início da festa se aproximava, os parceiros todos foram chegando e arrumando seus espaços. E o bar lá, vazio… esperando pelo barman. Tentei ligar, mandei mensagem… e nada! Ele simplesmente desligou o telefone. Não recebia chamadas, não recebia mensagens, e não deu satistação alguma. Sumiu! O bar ficou lá, e em cima da hora, eu arrumei a bancada com pipocas prontas, para não ficar aquele balcão vazio no meio do salão.

Jaque nem fazia questão das bebidas,, porque não bebe nada com álcool, e a festa tinha mais crianças mesmo. Eu também não bebo, nem senti falta… rsrsrsrs Mas os convidados com certeza iriam gostar.  🙁 E o comginado não sai caro pra ninguém, já diz o ditado.

No dia seguinte, tentei contato, e nada! Ele me bloqueou no telefone. Entrei em contato pelas redes sociais, e ele me bloqueou em todas. Dá pra confiar num profissional assim??? Daí pensei: não gosto de falar de parcerias que não deram certo, porque as vezes pode acontecer. E se não for pra falar bem, não tem porque falar mal. Mas o barman me deu um por quê, de verdade!

Não posso dizer dos serviços dele como tal, porque ele nem se quer compareceu a festa. Mas posso dizer que ele não agiu como um profissional prestador de serviço, pois conversamos N vezes e acertamos tudo, e no dia, ele nem apareceu. Não nos atendeu, não nos deu nenhuma satisfação antes, durante ou depois da festa.

Para não passarem pelo mesmo problema que eu tive, fica aqui as redes sociais (das quais fui bloqueada) e o telefone de contato dele: Barman Edson ou Edinho  (21) 97046-3051 – Show Bar –

E vocês, já tiveram algum problema assim com algum parceiro de evento? Ou já passaram por outro problema devido a parcerias que não cumpriram sua parte? Me contem!

Super beijo.