All Posts By

Simone Aline

Comportamento, Diversos, Negócios, Notícia, Polêmicos

QUAL A DIFICULDADE DAS EMPRESAS NAS REDES SOCIAIS?

Puxa a cadeira, pega um café, que o texto vai ser longo…

Estamos no final de 2018, e parece que a maioria das pessoas ainda não entendem muito bem como “trabalhar” nas redes sociais. Sim, trabalhar!

Há poucos meses tivemos uma “revolução” aqui na internet brasileira, devido a política. Independente do seu voto, #EleSim #EleNão, as redes sociais mostraram o seu poder. Mas ainda assim, algumas marcas ainda não entenderam como as coisas funcionam.

Pra começar, vamos pensar: “Para que serve uma rede social?” Para fazer amizades, para que os amigos possam ver nossas conquistas, alegrias, e também acompanhar momentos de tristeza. Momentos e acontecimentos que, na distância (e sem as redes), muitas vezes não seriam compartilhados, e alguns amigos nem teriam como saber!  A gente pode manter a amizade “próxima” mesmo quando esses amigos vão para outro bairro, outra cidade, outro país!!!  Trocar de escola, de curso, de faculdade? Não é mais problema há tanto tempo! Casou, se mudou, teve filhos? Ah… que delícia! Porque mesmo distantes fisicamente, a gente pode acompanhar através das redes sociais, o barrigão da amiga crescer, o parto, o aniversário dos filhos… Isso é tão indescritivelmente maravilhoso!

E o melhor, é que a gente não apenas acompanha isso, mas também interage: deixa um recadinho, uma figurinha, uma mensagem. Quando liga, pode não apenas ouvir a voz, mas conversar “cara a cara”. E novamente eu digo: isso é tão indescritivelmente maravilhoso! Quem tem parentes longe, podem continuar se vendo mesmo estando a quilômetros de distância. Meu Deus!

Mas como eu disse no início do texto, para que tudo isso aconteça, tem muita gente trabalhando por trás! E claro, com as redes sociais cada vez crescendo mais, as empresas também quiseram “fazer amigos”, estreitando os laços com seus clientes. E a grande maioria –  pasmem, em 2018 – ainda não sabem trabalhar com elas!

Claro que não é errado sua empresa entrar na internet. E óbvio, ELA DEVE! Seja que negócio for, que tamanho for, enquanto uma marca não estiver na internet, ela terá um público limitado. Muitos donos de empresas resistem para entrar nas redes sociais, justamente porque não sabem mexer nelas. É preciso tempo, paciência e bom senso. E cabe à empresa, contratar alguém que tenha essas aptidões para trabalhar com isso. Lidar com pessoas de vários pensamentos e diferentes temperamentos não é fácil na vida real. Por que seria na virtual? E por experiência própria, nem sempre é fácil ler desaforos, e não responder. O fato de estarem atrás de um computador, com a falsa sensação de segurança, torna as pessoas corajosas, cuspindo fogo, se achando donas da razão absoluta. E ainda tem aqueles piores ainda: que xingam, ameaçam, “roncam grosso”…  rsrsrs Não é fácil, mas é rir pra não chorar, literalmente!

Quem trabalha com redes sociais passa por isso o tempo todo. E o segredo, qual é então? Contar até três (aproveitando que a pessoa não está nos vendo também), respirar fundo, soltar palavrões sem digitar. E calmamente responder, ponderando as palavras, e tentando assim, acalmar ou sensibilizar quem está lendo. É dessa forma, com carinho, que a gente toca no coração das pessoas. E faz elas lembrarem que, mesmo quando não as conhecemos de verdade e não estamos ao seu lado, somos “amigos”, e como tal, devemos nos respeitar e nos entender, com educação e sensibilidade de ambos os lados.

Que não é brigando que se entende, as marcas sabem muito bem. Qualquer estabelecimento usa a frase de que o “cliente sempre tem razão!”  Se sabem disso, porque não agem assim também nas redes sociais? Qual a dificuldade que elas ainda enfrentam nessa hora? A falta de “humanidade” nas redes. Quando o cliente está ao vivo, gritando, apontando um erro, ele quer falar com o gerente, o supervisor, o dono!!! PORRA, ele quer falar com alguém que vai tentar amenizar a situação.  Se essa pessoa for grosseira, não der razão ao cliente ou não mostrar empenho em tentar resolver, ele NUNCA vai conseguir manter sua empresa. Ou terá que contratar alguém para fazê-lo. UMA OUTRA PESSOA. Não vai adiantar o cliente pedir pra chamar o responsável, e o funcionário mostrar uma máquina pedindo desculpas. O cliente quer ALGUÉM, entendem? Ele quer ser ouvido e quer ser entendido.

E nas redes sociais, quem está, tem que ser ativo, tem que ser alguém!!! E é aí que as empresas erram. Porque das duas, uma:

1) A empresa não quer (ou não pode) investir no virtual, mas fazem seu perfil numa rede social porque ouviram falar que é essencial hoje em dia estar na internet! O dono ou um funcionário de qualquer área da empresa, entra numa rede social, e pronto! Coloca ali as informações, avisa das promoções, disponibiliza o telefone, e por aí vai…  De vez em quando acessa pra colocar uma novidade, e sai, acreditando que tá “bombando”!

2) A empresa quer e pode investir, e já sabe que TEM que estar na internet também! Contratam uma assessoria de imprensa, uma agência de publicidade, e acham que pagando por bons serviços, estarão fazendo um ótimo trabalho! Artes perfeitas, textos bem escritos, frequência diária, respostas automáticas… parece que estão “bombando” também!

Mas sabe qual é o problema de ambas as empresas? É que estar “bombando” pode ser muito legal quando a gente pensa em curtidas, em comentários, em números! Mas quando uma “bomba” realmente estoura, ambas também não sabem lidar com a situação. E por quê? Porque simplesmente não tem quem o faça. Porque simplesmente falta ali a “humanidade” da empresa.  Falta o funcionário bem treinado, alguém que responda para cada um, com carinho, com carinhas, com gracinhas… falta a amizade, a empatia, o cuidado… falta a demonstração de que CADA UM é importante, é amigo, é especial para a empresa!

Pessoas gostam de sentir especiais. Pessoas gostam de abraços, afagos e afeto. E como uma empresa pode fazer isso a distância? Respondendo “à mão” ao invés de mandar mensagens automáticas pra todo mundo. Não dá pra fazer com todo mundo, não tem problema. Demonstre carinho com um ou outro por dia! Note o que as pessoas estão falando da sua empresa, agradeça, compreenda, retribua! E quando errar??? Peça desculpas, repare o erro, reverta a raiva em enternecimento. É através do coração que a gente ganha o cliente! Uma marca nunca pode esquecer disso!

O olhar deseja (capriche nas fotos e no seu produto ao vivo), o valor vende (quem resiste à uma promoção?), mas o coração… ah, o coração!!! É através dele que o cliente se fideliza.  E é cativando ele, que você faz o cliente voltar, seja na sua rede social ou na sua loja física! Agrados, cuidado, carinho de verdade… fazem toda a diferença!

Se não houver a intenção de interagir de verdade com os amigos (nesse caso, clientes), porque raios uma empresa entra numa rede social? Porque ouviram dizer que estar na rede social  é importante? Sim, é importante! Mas tem que ESTAR de verdade. As redes sociais são para isso: SOCIALIZAR!!!

Trabalhar com as redes sociais não é complicado, não é difícil… mas sim, é trabalhoso! Porque requer “cuidado”! O que se escreve na internet, não se apaga, mesmo depois de ser deletado.  Milhares de pessoas veem ao mesmo tempo, e quando se tenta passar a borracha, alguém já copiou… Isso sem falar que,  muitas pessoas interpretam a mesma coisa de formas diferentes. O que pode gerar mais problemas. E aí, meu amigo, vira uma bola de neve. E a empresa que não responder, vai ter dor de cabeça, de verdade!

Aí eu chego no acontecimento do Carrefour. Mercado grande, presente em vários países, atuando nas redes sociais há anos, e ainda assim… tão distante de seus clientes! Com certeza contrataram grandes empresas de assessoria e comunicação para administrar suas redes sociais. E o que eles fizeram de errado então? Esqueceram de ter um funcionário para estar ali, presente nas redes. Aquele que vai responder de forma DIRETA E PESSOAL quando alguém GRITAR (porque a gente também GRITA nas redes sociais!!!) que quer falar com o gerente, o supervisor, o dono, ora bolas!!!  As agências contratadas fizeram seu habitual trabalho como sempre: artes lindas, sites bem estruturados, navegação excelente, promoções, categorias separadas, venda online, logística de entrega, enfim,  tudo pra facilitar. E pra socializar? Não é que tenham esquecido, mas isso só quem faz é gente, é um funcionário que conhece a empresa, a rotina, os funcionários, o dono…  Não existe algoritmo, cálculos ou códigos que façam o papel de uma pessoa. Consequentemente, NUNCA conseguirão responder pela sua marca como SENDO a sua marca. Haverá apenas aquela resposta automática, aquela gravação pronta, aquela frieza maquinal… e dessa forma, o cliente se revolta, fica mais indignado. E é nesse momento que ele quer “destruir” a imagem da sua empresa, porque de alguma forma, ele quer fazer você também se sentir como ele: insignificante! 🙁

E aí, eu pergunto: Não é o seu cliente o mais importante pra sua empresa? Então porque raios VOCÊ EMPRESA não se manifesta como um “amigo” na rede social e assume o seu erro? Por que é tão difícil ouvir o seu cliente ali? Por que é tão difícil entender que um funcionário para a internet é tão importante quanto um que esteja fisicamente no estabelecimento? Quando alguém na internet pedir pra falar com o gerente, o surpervisor, o dono… ele quer que essa pessoa venha falar com ele na rede social. E é esse funcionário que precisa fazer esse papel por você! Pedir desculpas, de verdade. Mas não com mensagens automáticas, isso só piora. Só faz o seu cliente se sentir mais insignificante pra você! Ninguém quer falar com uma máquina!

A gente não pode desfazer algo que já tenha sido feito, mas pode tentar amenizar a sensação dolorosa e o vazio criado pela “marca”, mostrando de forma REAL ao cliente, que a empresa está tão chateada como ele!

Um mercado tão grande, de um dia para o outro, teria condições de colocar um cão de algum abrigo em cada mercado do Brasil, ao lado de um segurança na entrada da loja, sendo funcionário também: com direito a crachá com foto, hora de almoço, casinha no estacionamento e algumas regalias. E claro, as devidas explicações na entrada da loja também, dizendo que o mercado não apenas REPUDIA o ato cruel do segurança de Osasco, e que vai colaborar para que os envolvidos sejam punidos, mas que quer fazer algo para ajudar os animaizinhos que ainda sofrem por aí. Que aquele novo cão ali na entrada da loja não irá nunca “substituir” o outro, mas será uma forma de lembrar à todos que o mercado NÂO COMPACTUA com o acontecido. Reverter a venda das rações no mercado para uma ONG, e dizer que espera assim, ajudar a tantos outros animaizinhos que sofrem ainda pelo abandono e maus tratos!

Se mostrar sensibilizado com o fato, como todo mundo, porque é isso que o cliente espera. Que por trás de uma grande marca, exista também um grande ser humano!

#DICA – Sigam o bom exemplo do Posto Ipiranga:

Apenas alguém feliz! 🙂

E que acredita que #juntassomosmelhores ♥

Comportamento, Crianças / Filhos, Diário da Si, Esportes

MEU BÊZINHO JOGADOR DE BASQUETE

Oi gente linda 🙂

Quem me acompanha lá no instagram (segue lá: @simone_aline) sabe que meu filhote mais novo, Marcelo André, detesta quando eu o chamo assim: de Bê. Recentemente, alguns amiguinhos da escola vieram fazer um trabalho aqui, e ouvi a mãe de um deles o chamando de Bê. Aí falei: “Tá vendo filho, a mãe do seu amigo também o chama de Bê, e ele nem liga. Atende sem cara feia e responde numa boa!” Aí ele me olhou, sorriu e disse: “Mãe, o nome dele é Bernardo!” kkkkkkkk

Ah, tá bom… e daí? Filhos são nossos eternos bebês, crianças, adolescentes no máximo. Porque mesmo quando se tornam adultos, continuam sendo os filhos!

Mas hoje vou falar do meu Bêzinho jogador de basquete. Que ele joga, não é novidade. Teve seu irmão mais velho como ídolo, e claro, acabou decidindo praticar o mesmo esporte!  Parece que foi ontem que jogou pela primeira vez no time do irmão, onde as tias o deixavam treinar e quicar a bola, de tanto que ele já gostava e queria também! Ele era o menorzinho, o xodó do pré-mirim. Vira e mexe dentro da quadra, ele abria os braços e fazia um “aviãozinho”, todo mundo ria. Era uma graça. E ele se sentia jogador também!

A imagem pode conter: 4 pessoas

Amo ver essas fotos lá do início da “carreira”, ele pequenininho ao lado do irmão mais velho! Claro que meu Bê acabou aprendendo a jogar cedo, e desenvolvendo seu talento também pra coisa! E continua seguindo absolutamente todos os passos do irmão.

Daí que o irmão decidiu que queria fazer peneira esse ano. Peneira  no basquete é igual no futebol: uma “prova”, uma seleção que os times fazem para descobrir novos jogadores nas categorias de base (menores de 18 anos). E ali avaliam as características e habilidades de cada um.

O professor de basquete do time atual do meu Bê… ops, Cecelo – está na iminência de ir para o Vasco da Gama. E já disse que, se realmente for, levaria ele junto.  Mas Cecelo puxou a minha ansiedade. E a primeira peneira que abriu, ele quis logo tentar, para saber exatamente como funciona.

E ontem, lá foi ele para o Fluminense:

Ficou todo bobo porque passou na peneira e irá participar do time. Já até avisou ao treinador, que disse que era para ele ficar no Flu mesmo, porque vai que o Vasco não rola… O Fluminense tem uma escolinha maravilhosa para os times de base, vejo isso desde o pré-mirim.

Mais uma conquista do meu filhotinho mais novo! E a mamãezica está como? Muito feliz por ele também!

Apenas alguém feliz! 🙂

E que acredita que #juntassomosmelhores ♥

Comportamento, Diário da Si

DEZEMBRO JÁ COMEÇOU!

E já está no seu terceiro dia… caramba!

Meu planner de novembro nem foi finalizado, e eu não vou imprimir a folha de Dezembro. Mas sabem por quê? Porque esse mês de Dezembro eu quero ficar ainda mais “quietinha” mesmo. Apesar da correria ainda estar intensa, esse é o mês que tudo vai se ajeitando. E mesmo quando não vai, a gente acredita que o ano novo renove tudo, né não?

Bem, é o mês que inicia o ano litúrgico, que antecede o Natal e nos prepara para essa data tão querida. Eu AMO comemorar datas de aniversário, ainda mais de alguém tão especial! Na missa de ontem, o padre falou sobre esse tempo de preparação, de enfeitar a casa e o coração: encher de luz, de paz e de alegria!

No primeiro dia de dezembro, eu já comecei arrumando o armário de sapatos, e dei mais da metade! Quero me desfazer de tudo aquilo que atravanca, que enche os ambientes, sem a menor expectativa de uso! Tinha sapato que eu só havia usado uma vez!!!  A cada semana desse mês, eu quero arrumar alguma coisa mais. E desapegar, de tudo o que não agrega.  Se estiver há muito tempo sem uso, parado, é melhor passar a diante. Alguém pode estar precisando, e com certeza, irá gostar de receber tanto quanto eu gostei de colocar pra fora! Quero fazer minha limpeza profunda, em cada canto e cômodo da casa. Quero começar o ano de 2019 leve!

Estou com tantas ideias para o próximo ano, e pela primeira vez, minha ansiedade está bem controlada. Não quero fazer nada correndo, antes do tempo… quero ir devagar.  Porque tenho a absoluta certeza de tudo o que está por vir! É tão maravilhoso a gente se sentir capaz, né? Capaz de qualquer coisa, independente do tempo que voa, do ano que passa tão rápido…  e do tanto de coisa que a gente ainda tem pra fazer!!! rsrsrsrs

Estou preparada para simplesmente recomeçar algumas coisas. Recomeçar o que não está legal, jogar fora o que não quero mais, abrir a porta e o coração para tudo o que Deus está me oferendo! Sempre tive uma conexão com o inexplicável, um sexto sentido muito aguçado. Eu simplesmente creio, simples assim!

E vamos que vamos…  filhote mais novo já está de férias, e essa semana começam as provas finais do mais velho. Aí vou ficar ansiosa (não vai ter jeito).

Super beijo!

Apenas alguém feliz! 🙂

E que acredita que #juntassomosmelhores ♥

9º Encontro Blogueira S.A., Comportamento, Diário da Si, Diversos

ORDEM DECRESCENTE PARA AS EXPLICAÇÕES

Confesso que tenho andado beeeeeeem desanimada. Falta de tempo mesmo. E aí quanto menos tempo pra fazer tudo o que planejo na cabeça, mais desânimo dá… e vai formando aquela bola de neve, sabem?

A gente vai vendo o tempo passar, e queria falar disso ou daquilo… mas acaba passando, e depois a gente vê que não falou metade do que queria. E aí o tempo não para pra gente lembrar, ela continua, na velocidade da luz… E a gente vai deixando pra lá: o que queria escrever, o que queria gravar, o que queria dizer…

E daí, que estamos no final do ano já. E eu tenho coisas para contar ainda de Maio, do #EBSA8, dá pra acreditar???

Mas Deus sabe tudo o que faz. E sabe a hora certa de tudo, por mais que a gente não compreenda por um tempo. Confesso que estava sem entender há alguns meses: desde que a mamãe teve depressão e sumiu! De lá pra cá, a vida ficou ainda mais corrida, e em vários momentos eu tentei contornar. Mas aí  a vida trazia mais um problema para ser resolvido, e caía sempre nas minhas mãos!  E eu tinha que adiar algumas coisas daqui e de outras redes. E aí a vida ia continuando, e eu vinha desde então, fazendo o que dava pra ser feito.

Hoje, eu passei o dia revendo tudo: o blog, o canal, os trabalhos, as ideias. Refazendo planos, traçando metas, escrevendo detalhes para não esquecer…

Eu tenho um planner que fiz em Janeiro, e só imprimi agora em Novembro! kkkkkk Num desses momentos em que disse a mim mesma que tinha que parar para anotar tudo. Porque eu preciso ter tudo anotado, separado, catalogado. Se não eu me perco, esqueço das coisas, e não faço metade do que planejo fazer!

As metas aí do mês, só dando risada! Não fiz nenhum desses vídeos que anotei. Mas vou fazer! Sério, mesmo!

Agora nos próximos dias os filhotes terão provas finais e finais também de jogos de basquete. Ou seja, a correria vai apertar ainda mais. Mas início de Dezembro eu já estou com tudo aqui na cabeça, e já vou imprimir a folha de Dezembro do planner, para anotar e CUMPRIR tudinho! Claro, em forma decrescente como disse no título do post: vou intercalar coisas atuais, com tudo o que tenho pra falar desde Maio, até chegar as novidades do nosso #EBSA9, que já posso adiantar: serão de cair o queixo! #Inspire 

Claro, juntando com a correria do Natal e Ano Novo!!! kkkkkkk  Será que vou pirar???

Super beijo!

Apenas alguém feliz! 🙂

E que acredita que #juntassomosmelhores ♥

Comportamento, Dicas, Diversos

E QUANDO FALTA CRIATIVIDADE?

Oi gente linda 😀

Criatividade é uma característica de quem é criativo, quem tem aquele talento (nato ou adquirido) para criar, inventar, inovar… parece que as ideias não param, não é?  Pois é… mas só parece!

Muitas vezes a criatividade é uma página em branco difícil de ter um start. Mesmo as pessoas mais criativas do mundo, também passam por momentos assim: de bloqueio! Aqueles dias que parece que nenhuma ideia flui. Que a cabeça fica vazia e a criatividade da gente parece que tirou férias, sabem?

É horrível, e parece que acontece sempre nos piores momentos. Normalmente no momento que a gente precisa enviar o link de um post publi, de um vídeo anúncio, de uma foto que seja… até uma simples frase custa pra sair!  Daí eu fiz uma listinha com 5 dicas que super funcionam comigo, e achei legal dividir aqui com vocês, já que esse bendito bloqueio criativo pode acontecer com todo mundo!

1) COMER!!! Yes. Essa é a primeira coisa que eu penso em fazer para me abrir a mente! ha ha ha Um bombom já me inspira. Sabe aquele ditado de mãe, que diz: “Saco vazio não para em pé.” Pois é… e muito menos tem ideias!!! rs Se você gosta de cozinhar, que tal relaxar fazendo alguma coisa bem gostosa pra comer tudo? Hum…

2) PINTAR OU DESENHAR. Outra coisa que super funciona pra mim, é fazer algum trabalho de artes. Pergunto logo para os filhotes se eles não tem alguma coisa do tipo pra fazer. Pensar em cores, texturas, técnicas, releituras, pode ser uma excelente forma de expandir as ideias. Aí depois, flui… parece que a criatividade continua, sabe? E a gente ainda aproveita o momento com os filhos! Sem crianças por perto, aqueles livros de mandala super funcionam! 😉

3) LER OU ASSISTIR UM FILME. Parece que a gente vai acabar esquecendo do que tem que fazer… mas não. São uma a duas horinhas que a gente tira pra se desligar do que precisa criar, e inconscientemente, vê novas oportunidades e perspectivas, que posteriormente, podem fazer a mente trabalhar com uma eficiência daquelas!

4) BANHO RELAXANTE. Ah, que delícia uma banheira… mas pra quem não tem (tipo eu! rs), um banho bem demorado com direito a cuidadinhos deliciosos como esfoliação e hidratação, já super funcionam. Um bom cheiro também é um excelente abridor de ideias.

5) CAMINHAR. Sim, sair por aí… sem rumo ou apenas para olhar vitrines, pode ajudar muitas vezes. Pra quem gosta de malhar, correr e se exercitar é uma excelente pedida. Enquanto o corpo se movimenta, a mente acaba indo junto. E daí, de repente, as ideias vem surgindo!

Agora me digam: o que funciona pra vocês nesses momentos em que a criatividade vai embora sem avisar antes e sem dar nenhuma explicação? rsrs

E nada de preocupação excessiva. Acreditem: criatividade todo mundo tem, e todo mundo, vez ou outra, perde ela! ha ha ha

Super beijo!

Apenas alguém feliz! 🙂

E que acredita que #juntassomosmelhores ♥

Moda, Publi, Resenhas | Swatches |Releases

CALÇA FLARE: SAIBA COMO ESCOLHER!

Calça Flare é uma das maiores tendências do guarda-roupa feminino. E vocês sabem como escolher???

A moda se renova, se reinventa e se reescreve, e nossa única missão é saber adaptar tudo o que está em alta ao nosso estilo pessoal. Ter bom gosto é, na maior parte das vezes, saber reconhecer os itens que não serão passageiros e que integrarão nosso guarda-roupa por bastante tempo. Afinal, não tem nada pior do que investir naquela peça e deixá-la enterrada no closet logo após o primeiro uso, né? Sendo um investimento à prova do tempo, a calça flare se coloca  entre as favoritas do público feminino. Querem saber porque esse modelo de calça é tão amado? Vem que eu conto!

Flare, boca de sino e pantalona: saiba as diferenças entre os modelos

Antes de saber quais as vantagens dessa modelagem e até mesmo como usá-la, é essencial saber o que é uma calça flare. Desde que a flare despontou como uma das favoritas, muitos modelos de calça passaram a receber essa nomenclatura. Em geral, o detalhe característico dessas peças são as pernas mais amplas, com aberturas sutis e harmônicas que costumam se iniciar na altura dos joelhos. Os modelos de calça flare podem ter cintura alta, média ou baixa e são produzidos em diferentes materiais como bandagem, suplex e, claro, o clássico e amado jeans. Boca de Sino Jr?  Muita gente confunde as calças flare com a calça boca de sino.  Talvez a justificativa para essa confusão seja o fato da calça flare ser uma espécie de descendente mais moderninha e descolada das peças que marcaram os anos 60, 70 e 80. A principal diferença entre esses modelos de calças femininas é o nível de abertura. Buscando atingir o máximo de versatilidade, a calça flare possui uma abertura mais sutil que se adapta tanto aos looks mais ousados e sensuais quanto aos looks mais sóbrios para o trabalho. Em geral, as flares começam a abrir cerca de três dedos abaixo do joelho, enquanto a calça boca larga cria um formato abaulado/cônico e bem amplo exatamente na região do joelho, criando um visual icônico com claras influências a la Elvis Presley:

calça boca de sino- elvis presley-moda-

Pantalona ou Flare?
Criadas no início do século XX, as calças pantalonas marcaram a libertação das mulheres dentro da moda, trazendo a sofisticação dos vestidos com o conforto e praticidade dos modelos de calça.

Diferente do que muita gente acha, a calça flare e a calça pantalona não são nada parecidas. Se com a calça boca de sino a gente pode estabelecer uma relação direta de influência, as calças pantalonas seriam aquelas primas distantes que todo mundo diz que parecem com a gente, mas que olhando bem não tem nada a ver. Enquanto as flares  possuem aberturas modeladas na região inferior das pernas, as pantalonas são larguinhas desde a cintura, criando um visual elegante, fluido e super leve:

calça pantalona-diferente de flare- calça larga

Como escolher a calça flare perfeita: cores, tecidos e modelagens

Como nós já falamos, escolher bem os itens antes de adquiri-los faz toda a diferença. Nesse momento, optar por peças neutras te dá o grandioso benefício da versatilidade, permitindo que você crie diferentes tipos de visuais com as mesmas peças. Quando o assunto são as flares, os modelos mais populares e fáceis de usar são a calça flare preta e, claro, a calça flare jeans. Que cor eu quero? Preto e Jeans. Esses tons são as verdadeiras peças-chaves do guarda-roupa feminino, podendo ser utilizados em eventos diurnos, noturnos, formais, descontraídos e seja lá onde você quiser. Por possuir uma modelagem mais estruturada, a flare proporciona automaticamente um ar de look mais arrumadinho, que pode ser desconstruído ou intensificado a partir das demais peças que você escolher.

Ao adquirir sua calça flare, invista em um pretinho básico para usar no dia a dia e em peças em tons mais neutros como azul, branco, vinho e tons terrosos, que possibilitam combinações básicas e criativas.

E o material?  Importa? Sim, sim e sim! O material é um dos pontos mais fundamentais a se observar na hora de escolher uma calça flare. Eu até ousaria dizer que ele é o principal! O tecido certo é capaz de valorizar o corte escolhido, tornar a peça mais resistente, determinar o caimento do look e muito mais.

Se você ama peças confortáveis, flexíveis, ajustadas e super fáceis de cuidar, a opção certa para você é a calça flare bandagem ou suplex. Esses tecidos não precisam ser passados, podem ser lavados e secados em máquinas convencionais, não criam bolinhas com facilidade, são super confortáveis termicamente e, claro, ajudam a modelar o corpo, deixando-o perfeito. Se você quer algo mais especial e ousado, a versão que dá match com você é a calça cirre flare. Conhecido por imitar uma espécie de courino, o cirré tem efeito luminoso, é leve e dá uma acendida no visual devido ao acabamento acetinado. A calça flare cirre é uma excelente opção para ser usada no ambiente noturno e, quando combinada com um cropped ou body de renda e aquele salto alto, cria um visual arrasador e ousado, perfeito para valorizar o mulherão que você é!

Como escolher a modelagem?
Você já sabe como escolher a cor e o material, mas e o modelo? No fim, a modelagem é o aspecto mais evidente do look, sendo responsável por criar uma composição harmônica que valorize o seu corpo. Em geral, o modelo favorito da mulherada costuma ser a calça flare cintura alta, que ajuda a deixar a silhueta mais curvilínea, disfarçar as gordurinhas do abdômen e afinar a cintura, criando o tão sonhado “corpo de violão”. Além da cintura, os modelos com fendas e aberturas também são super populares, já que ajudam a dar um toque fashionista nas produções mais básicas.

Looks com calça flare: como combiná-las com o restante do guarda-roupa

Montar looks com calça flare é uma das tarefas mais descomplicadas da moda feminina. Por quê? Bom, é fácil: essas peças podem ser combinadas com t-shirts, bodies, camisas sociais e até mesmo com os croppeds, que estão super em alta.

calças flare-combinações-moda-cropped-camisa e calça-t-shirt-cropped- online

Ao contrário do que a maioria das meninas pensa, encontrar blusas para usar com calça flare é uma tarefa super simples. Tudo vai depender do tipo de visual que você deseja e do ambiente em que o look será utilizado. Para o ambiente noturno, uma boa recomendação é investir na calça cirre flare combinada com um body rendado, preferencialmente os com maxi decotes. Para finalizar a produção, a dupla glamurosa de calça flare com bota deixam você impecável para arrasar na noite. Se o seu objetivo é algo montar uma produção mais dia a dia, aqui vão nossas recomendações: calça flare com tênis e, claro, calça flare com sapatilha. Na primeira escolha, invista em t-shirts criativas, regatas simples e peças mais básicas criando um visual perfeito para fazer as atividades de rotina, como ir à faculdade. Já para manter o ar romântico e feminino das sapatilhas, escolha camisas e blusas mais detalhadas, como os itens com manga-princesa (adoooooro! )  e até mesmo um cropped mais delicado.

Agora que vocês já sabem como usar calça flare, não percam tempo e escolham seus modelos favoritos! Assim vocês podem criar looks confortáveis, práticos e super elegantes para arrasar. Gostaram das dicas ou vocês tem alguma dúvida final sobre essas peças? Me contem! 😉

E FICA AQUI MAIS UMA SUPER DICA: HOJE É BLACK FRIDAY, E  O SHOP MANOLA ESTÁ COM PEÇAS A PARTIR DE R$ 29,90!!! Corram para aproveitar!

Super beijo!

Apenas alguém feliz! 🙂

E que acredita que #juntassomosmelhores ♥

Beleza e Saúde, Cabelos, Corpo / Pele, Encontros de Blogueiras, Esmaltes e Unhas, Eventos

TUDO QUE ROLOU NA THE BEAUTY SALON

Oi gente linda 🙂

Na semana passada (10 a 12/11) rolou aqui no Rio de Janeiro, a 18ª edição da Fibel, que agora se chama The Beauty Salon. A feira que alcançou a maioridade e nessa sua 18ª edição estava ainda mais linda! Com Arena Show, para apresentações de diversos profissionais e artistas, cursos, premiações e a já famosa “A Batalha dos Barbeiros”, porque os homens estão cada dia mais vaidosos, e com produtos feitos especialmente para eles também!

O evento ofereceu workshops gratuitos, com profissionais de ponta e temas atuais, com o objetivo de qualificar ainda mais os profissionais de beleza. De Visagismo ao Empreendedorismo; Técnicas de Maquiagem Artística Facial e Corporal às técnicas Cílios Postiços; e de Biossegurança à Cpçorimetria. Não faltaram opções para todas as áreas da beleza!

Para os empresário sdo setor de salões de beleza ainda rolou um workshop falando tudo o que eles devem saber sobre a Lei de Parceira. E falando em parceria: muitas marcas já parceiras do blog e do canal, e claro do nosso #EBSA, também estavam lá!

Claro que fui conferir tudo de perto, e aos poucos vou testando tudo:

the beauty salon-feira de beleza-fibel-recebidos-produtos de beleza-cuidados-

the beauty salon-feira de beleza-fibel-recebidos-produtos de beleza-cuidados-encontro de blogueiras

http://thebeautysalon.com.br

Grandes marcas marcaram presença, muitos lançamentos e novidades. A convite da feira, fui palestrar no sábado no Espaço Blogueira, para falar sobre Relacionamento com Marcas. E foi incrível! Poder compartilhar experiências é algo fascinante. Acredito muito que #JuntosSomosMelhores e que sozinhos, seja lá em que caminho for, a gente sempre pode desanimar um pouco. Nada como poder contar com amigos dispostos a dividirem seus conhecimentos, sempre!

the beauty salon-feira de beleza-fibel-recebidos-produtos de beleza-cuidados-

Assim que cheguei, já fiquei toda boba com o crachá personalizado que a feira preparou para os convidados a palestrar no Espaço Blogueiras. Eu fui no sábado, Jaqueline Sobrinho foi no domingo e Gláucia Sioli na segunda. Claro que fui prestigiá-las também, e aprender um pouquinho mais com elas!

Gláucia recentemente fez um outro canal no youtube, que super cresceu. E Jaque deu dicas que eu NUNCA tinha ouvido de nenhuma youtuber em lugar nenhum. Acredito que muitas pessoas presentes também não! Foi MARA!

 the beauty salon-feira de beleza-fibel-recebidos-produtos de beleza-cuidados-encontro de blogueiras

Os participantes receberam uma bolsa do evento, cheio de novidades, como esse trançador Innova Twist da Ga.Ma Italy, que faz tranças nos cabelos. Já estou mega ansiosa para testar:the beauty salon-feira de beleza-fibel-recebidos-produtos de beleza-cuidados-encontro de blogueiras the beauty salon-feira de beleza-fibel-recebidos-produtos de beleza-cuidados-encontro de blogueiras the beauty salon-feira de beleza-fibel-recebidos-produtos de beleza-cuidados-encontro de blogueiras

Aperta o play para conferir um pouquinho da feira e de tudo o que rolou por lá:

Apenas alguém feliz! 🙂

E que acredita que #juntassomosmelhores ♥