♥ CAPÃO DO BISPO ♥

em 12 fevereiro 2012

Oi gente?! =)
Estranharam o título do post? rsrs É que hoje venho fazer um "apelo", emocionada... mas antes quero contar uma história, um sonho de infância...
Eu nasci e creci no Méier, um subúrbio carioca. Durante minha infância, meus pais costumavam fazer compras no Carrefour da antiga Av.Suburbana, hoje Av.Dom Hélder Câmara, onde bem mais tarde ergueram o Norte Shopping. Toda aquela região tinha ainda muitos terrenos enoooooooormes, e seguindo a avenida, antes do viaduto Del Castilho, havia uma "casa de fazenda", que eu paquerava com os olhos brilhando, toda vez que íamos fazer compras. Cheguei a sonhar com aquela casa, pode? rsrsrs Verdade!
A-M-O esse tipo de construção:
linda entrada... caminho "torto", mato dos lados, casa ao fundo... portas e janelas finas e compridas de madeira...
Enfim, os anos passaram, o comércio no entorno se proliferou, as residências também! E cada vez que passava por ali, parava (e ainda paro) para admirar o verde da entrada, a escadaria, o telhado, o varandão que contorna toda a casa... Cada detalhe do imóvel me fascina desde que me conheço por gente, e até hoje me faz suspirar!!! =)
Muita gente se espanta, quando de repente, um plena movimentadíssima Av.Dom Hélder Câmara, entre dois grandes shoppings centers, encontra de repente esse imóvel! E é de se espantar mesmo, tamanha sua beleza e arquitetura maravilhosas. Ele simplesmente destoa de tudo por ali nos dias de hoje!
No ano passado, quando um dia estava dentro de um ônibus, vi um cartaz colado num poste, com uma foto do imóvel... Não deu pra ler, mas pensei que estivesse a venda, e suspirei em pensamento: "Se tivesse dinheiro, pagaria quanto fosse por ele!"
Esses dias passei a pé pelo local onde vi o cartaz, e parei para ler. Era um convite solicitando "ajuda" para o imóvel, através de uma mobilização da comunidade ao entorno, que aconteceu no dia 03/09/2011, para que o imóvel continuasse "funcionando" com suas atividades. E enfim, soube que aquela casa linda abriga um dos principais centros de formação de arqueólogos do Brasil: a casa do "Capão do Bispo"!!!
Puxa, um local tão lindo, e de tanta importância, merecia uma atenção especial... 
Bateu uma vontade de visitar essa casa, que desde a minha infância habita meus sonhos... e ela é linda mesmo!!! =)
Vou tentar entrar em contato, quem sabe divulgar "ajuda" em algo, não é? =)
Bjks!

12 comentários:

  1. Silmara Colombo12/02/2012 11:05

    Si, emocionante seu relato, acho até que você deveria enviar o link para quem tem poder para preservá-la.
    É a memória afetiva falando mais alto que a recionalidade.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Simone Aline12/02/2012 11:25

    Obrigada Silmara!
    NOTA:
    descobri um abaixo assinado para a não desocupação do estabelecimento. Quem puder assinar, clique aqui:
    http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N12164 e divulga-o por teus contatos!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Olá SI moro ao lado desta casa, da minha varanda dá para ver os fundos dessa casa, eu sempre me perguntava o que seria essa casa? Que morou ali e tal. também acho que deveria permanecer!!

    O que eu puder ajudar farei.

    Valeu

    Fabianne

    ResponderExcluir
  4. Onivid Silva12/02/2012 12:40

    É isso aí, um patrimônio desses não pode acabar assim, é linda mesmo essa construção, de encher os olhos. beijos

    http://onivid-silva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Roderick Verden12/02/2012 16:00

    É uma casa de nos deixar de água na boca.rs. Que ela continue de pé.

    Tudo de bom, Simone!

    ResponderExcluir
  6. Centro de Estudos Arqueológicos - Capão do Bispo12/02/2012 16:05

    Puxa Simone!
    Quando vi hoje a sua assinatura na petição com um link ao lado não entendi, mas resolvi copiar e colar p/ ver. Muito bom! Muito bom mesmo. sou eu que estou administrando o facebook, blog e orkut do Capão do Bispo. Meu nome é Lúcia Pangaio e fica aqui o convite para que vc vá nos conhecer! Por favor! Temos prazo até o dia 30/04/2012. Infelizmente, nós já não nos vemos ali dentro... a briga foi muito grande e muito dura também. Moro aqui perto, junto com meu marido que trabalha lá e um outro pesquisador. Já ficamos mais arrasados, agora é só uma tristeza da saída em si. Já introjetamos que isso é irremediável e ponto. Mas vá lá nos conhecer e conhecer a Casa enquanto está aberta para visitas, ok? Grande abraço e obrigada pelo depoimento!
    Lúcia Pangaio.

    ResponderExcluir
  7. Ao contrario de todos por aqui, tenho a dizer, que morador que sou há 53 anos, e que moro em frente ao Casarão, que nós moradores do bairro não concordamos com o que é dito, por não ser fato verdadeiro e por não representar a realidade aqui encontrada, e que torcemos pela saída do IAB e a reforma da Casa do Capão do Bispo, com a implantação de um verdadeiro Centro Cultural
    Adilson Lima

    ResponderExcluir
  8. Simone Aline20/03/2012 18:51

    Olá anônimo, puxa, que chato... Não moro no entorno, mas resido no Méier desde que nasci, há 36 anos. Relatei minha "história" de paixão pelo "imóvel" e só fui saber o que ali funcionava há pouco tempo. Bem, daí procurei informações aqui pela net mesmo, e encontrei a petição. Mas fui convidada a conhecer o local (o que ainda não aconteceu), e creio que qualquer lugar onde prevaleça a CULTURA deveria ser preservado. Há um projeto para um Centro Cultural? Seria ótimo, claro! =) Principalmente se preservassem aquela construção lindíssima, que me encanta até hoje, e motivo principal do post! =)

    ResponderExcluir
  9. INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISAS ARQUEOLÓGICAS - IBPA21/03/2012 16:34

    Anônimo, sinto muito pelo que o Sr. pensa de nós... felizmente a Casa só continuou de pé por nossa causa. Estado, IPHAN ou qualquer outro órgão nunca, veja bem, nunca deram a menor importância ao prédio... tudo que foi feito ali (tirando uma intervenção totalmente equivocada do INEPAC em meados da década de 90) foi feito por nós com a anuência dos órgãos acima citados. É uma pena que o Sr. nunca tenha ido lá nos conhecer, pq para falar desse jeito, só posso concluir isso. Até agora a Secretaria de Cultura não disse o que vão fazer ali. Já escutei de tudo, até que condomínio vai virar. Moro em Ma. da Graça desde os 2 anos e agora com 44, me vejo nessa situação, trabalho lá há 25 anos e agora estou sem teto pra trabalhar... Enfim, Sr. Anônimo, cada um dá o que tem... e ainda há um erro em sua postagem: a Casa do Capão do Bispo já era um Centro de Cultura de fato, lógico que propusemos várias vezes, fazer uma pracinha, ou um anfiteatro para a vizinhança, mas nunca aceitaram. Tomara que não vire um point de funk pq tb ouvi isso. Me desculpe Sr. Anônimo, mas Del Castilho e adjacências perderam um Centro de Formação de Profissionais de Excelência!
    Fica ainda o convite, estaremos lá até amanhã com certeza, mas a Casa está toda vazia... é muito triste vê-la do jeito que está, mas o Sr. está convidado, se mora em frente mesmo, não custa dar uma olhada.
    Obrigada pela postagem, mesmo contra nós, é uma postagem.
    Lúcia Pangaio
    Pesquisadora do Capão do Bispo, desde 1986.

    ResponderExcluir
  10. Simone Aline21/03/2012 16:44

    Puxa Lucia, imagino sua dor...
    Eu que não trabalho na área, não conheço a "história" do lugar (apenas que encantava com ele) senti muito quando soube de tudo... Triste perder um local de estudo para "condomínios, bailes e demais interesses monetários". Aceitei o comentário "anônimo" porque concordo com vc: mesmo contra, é uma postagem. Lamentável! =(

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde a todos.

    Apesar de me chamarem de anonimo, notem que assinei: Adilson Lima.
    è claro que não me sinto feliz com a perda de um teto de trabalho, e tão pouco me vejo feliz vendo a situação de vcs. Eu tão somente comentei a realidade. Ao contrario do que vc Lucia disse, visitei varias vezes esse local, va verdade se me permitem gostaria de fazer um pequeno relato a respeito.
    Meu avô era um dos pioneiros de nosso bairro, minha mãe aqui nasceu em 1928, e eu tb nasci aqui em 1958, aqui cresci, estudei, me casei, tive filhos, formei uma família, e moro até hoje. Me utilizava do terreno em frente para brincar desde sempre. Ai frequentei parques e fui a Circo do Carequinha, joguei bola...e hoje somente olho para o local em precária situação.
    Já ouvi tb varias narrativas sobre o que devera ser feito no local....e posso afiançar a todos que sera restaurada a casa e ali sera instalado um Centro Cultural.
    Não tenho intenção de polemizar sobre o assunto, mas mantenho contato com a Secretaria de Cultura de nosso estado, e o que se avizinha por aqui, é uma reunião com os moradores a cerca de se decidir o que melhor fazer a respeito, e podem ter certeza de que neste espaço nada diferente de Cultura se instalará, nem baile funk, nem bagunça nem prédios, pois estamos vigilantes.
    Nada tenho contra o IAB e contra qualquer um de vocês pesquisadores, mas luto por algo que entendo ser de melhor proveito a todos nós.
    Agradeço a Simone pelo respeito e atenção a minha opinião e por aceitar que pudesse tb falar a respeito.
    Agora, Lucia, aceitarei seu convite com certeza, mais uma vez irei visita-los, embora já a conheça muito bem, desde o tempo que se favelizou, e pude conhecer uma senhora, descendente de escravos que ali morava, pude ver correntes que a amarravam naquela época.
    Bom, enfim, peço a todos desculpas se não me fiz compreender ou ainda se disse algo que pudesse ofende-los ou magoa-los.

    ADILSON LIMA

    ResponderExcluir
  12. Simone Aline22/03/2012 18:22

    Adilson, nada de se desculpar! O blog está aberto para opiniões diversas, e tudo sempre tem dois lados. Eu, como respondi a Lúcia, admiro o imóvel em si. Pela sua arquitetura, pela sua entrada "grandiosa", por tudo... E quando soube da história do local, decidi escrever o post, já que admiro aquele imóvel desde que me conheço por gente... =)
    Desculpe-me pelo "anônimo"... pensei que Adilson Lima fosse o nome do Centro Cultural que projeta-se para a área.
    Bem, e a parte em que citei a demolição para "condomínios, bailes e afins" foi uma generalização do que acontece com a nossa "Cidade Grande", que infelizmente cada vez mais, executa e/ou autoriza esse tipo de empreitada. =(
    Concordo com vc que o local "pede" socorro visivelmente, e isso só se consegue com uma boa verba. E infelizmente manter pesquisadores é algo que não tem muito interesse aos nossos governantes. Em qualquer área. =(
    Mas, como disse pra Lucia, desde que soube da história: quando Deus fecha uma porta, ele abre uma janela. Um novo teto para os pesquisadores será encontrado, tenho certeza! =) E eu, ficarei imensamente feliz se o imóvel for restaurado, preservando suas características que tanto me encantam... =)
    Obrigada por partilhar também sua opinião. =)
    Abraço.

    ResponderExcluir

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!



Topo