Browsing Category

Diversos

Artesanato, Crianças / Filhos, Diversos, Eventos

OFICINA DE SLIME

Nessas últimas férias, a Alice (mãe da slimeira Marcella Muniz) me convidou para participar de uma aula da Oficina de Slime da @marcellamunizyt, junto com a @luiza_alvarenga5, que aconteceu na loja Coletivo Cafeína, que fica no Shopping Icaraí, em Niterói. Fiquei muito feliz com o convite, e claro, Xamone estava louca pra aprender a fazer slime também! ha ha ha

Eu participei logo da primeira turminha, e no dia tiveram mais duas! A oficina lotou em apenas um dia quando as inscrições abriram. Sucesso total!

A Marcella ia passando nas mesas para ensinar um a um, verificar as quantidades, ajustar as doses de cada item. E mexendo daqui e dali, cada criança escolheu sua cor e seu glitter, para deixar o slime com a carinha de cada um! No final, foi só alegria! Estica e puxa de um lado para o outro, e a galera recebeu um potinho para poder levar pra casa sua arte. E ainda um delicioso pão de mel, da parceira Desgust Atelier Gourmet. E quem me conhece, sabe que eu sou APAIXONADA por pão de mel! Foi uma tarde muito divertida no shopping:

Muito obrigada Marcella, eu adorei sua aula! E como eu acabo me atrapalhando com as minhas mãozinhaes de boneca, no dia eu só fiquei olhando, e ajudando a mexer e a dosar os ingredientes. 😉 Apertem o play no vídeo abaixo, para verem como foi essa Oficina de Slime maravilhosa que eu participei! E no próximo vídeo, vou tirar minhas luvinhas e colocar a mão na massa, literalmente!!! ha ha ha

Super beijo!

Artesanato, Diário da Si, Diversos, DIY, E.V.A., Eu que fiz

MEU MATERIAL ESCOLAR

Quem disse que meninas que não vão mais para a escola, não compram mais material escolar??? rsrs

A gente se apaixona por papelaria na infãncia, e passa o resto da vida todinha, querendo agenda, estojos, cadernos, canetas, folhas… quer conhecer as novidades, os lápis diferentes, tudo! Quem se identifica também?

Eu ainda não saí para comprar material dos filhotes, e é certo que sempre trago alguma coisa pra mim também! ha ha ha

Não faz muito tempo, eu ganhei uma mochila rosa linda, cheia de emojis fofos:

ella store-bolsas-frete grátis-mochilas-malas-lancheiras

Não vou mais para a escola, mas uso mochila para onde eu quiser! Talkei???

E material esccolar, que eu adoooooooro, claro que eu tenho também! Gosto de anotar as coisas, de me organizar em tudo, então a minha volta, tenho sempre muitos caderninhos, bloquinhos e afins:

Cada um deles para um tipo de anotação. A agenda (que claro, não tenho mais tempo de fazer como quando na adolescência), mas que é de praxe comprar todo ano. O caderninho de ideias, outro de trabalho, outro do #EBSA e por aí vai… fora os básicos post-its em cima da mesa de tr4abalho.

Canetas, além das comuns que ficam na mesa, tenho um estojinho da coleção #EBSA por Vonter, cheia delas:

Rosas de vários tons, Bic 4 cores fofas, gatinho, marca texto rosa neon… rsrsrs Eu e meu rosa básico!

Sério, eu acho que meninas nunca amadurecem diante de produtos de papelaria! Tô errada??? Eu sou uma “quarenTEEN”, migs!!! kkkkk E não vejo nada demais nisso!

Ano passado filhotinho mais novo iniciou um curso de desenho de animes. E foi emendando em outras técnicas. Daí foi um tal de comprar lápis preto, grafite comum mesmo, mas com pontas específicas: 8H,  7H, 6H,  2B, 3B, 4B…  alguns a gente até custou para achar! E confesso: fazem uma diferença no sombreado e no traço, viu? E eu achando que era palhaçada do Bêzinho!

Na última vez que fomos em Sampa, eu achei uma caixa de “cor da pele”, que achei fantástica, porque ela tem uma variedade enorme de tons de pele diferentes. E da mesma marca – TRIS – achei outra caixa de cores em tons pastéis. Trouxe uma para ele, e a outra para mim. Eu não faço curso de desenho, mas posso querer usar essas cores fofas, não posso???

E para a nova websérie lá do canal, eu fiz 2 DIY bem fáceis, de ponteira de lápis e estojo em E.V.A:

O canal tá com foco infantil, então lá é a minha “versão boneca” que faz tudo. Mas vale a pena clicar pra ver o passo a passo. Até porque, eu sou fofa em qualquer versão, né? ha ha ha Aperta o play pra conferir:

Beleza e Saúde, Dicas, Diversos, Recebidos | Jabá | Mimos

DETOX DENTAL E DAS GENGIVAS

Detox é super importante para a saúde: do corpo, da pele, e até dos cabelos… Mas e da boca???

Para ajudar com isso, a Oral-B desenvolveu, em parceria com experts no assunto, uma nova tecnologia para fazer um Detox completo nos dentes e gengivas, afinal, uma boca bonita e saudável deve ser muito bem tratada, e isso vai muito além da maquiagem e da escovação simples! E eles me enviaram essa novidade super bacana, que eu amei:

A pasta Oral-B Gengive Detox possui em sua fórmula uma microespuma que limpa profundamente entre os dentes e as gengivas, penetrando onde as pastas comuns não conseguem alcançar, neutralizando e matando bactérias até abaixo da linha da gengiva, onde não é possível enxergar.

Há duas versões da pasta:

GENGIVA DETOX DEEP CLEAN, que  limpa profundamente entre dentes e gengiva. Milhões de bactérias se acumulam em um espaço onde cremes regulares não atuam, nos espaços entre dentes e gengiva. Oral-B limpa profundamente, prevenindo problemas de gengiva.

GENGIVA DETOX GENTLE WHITENING, fornece ação antibacteriana para ajudar a rejuvenescer as gengivas, defender os dentes contra a erosão ácida e reparar o esmalte. Sua tecnologia ActivRepair foi desenvolvida com uma dupla ação nas gengivas e no esmalte do dente. Remove e evita manchas, resíduos e tártaro (meu maior problema), além de ser indicada também para dentes sensíveis. Essa está perfeita pra mim!

A ESCOVA DENTAL ORAL-B ULTRAFINO DETOX  possui tecnologia com cerdas de alta definição Micro- divididas que são suaves com a gengiva e forte contra a placa, limpando profundamente entre os dentes e a gengiva. E chegaram na hora certa, porque já estava na época de trocar minha escova de dentes mesmo.  😉

1. GENGIVA DETOX ajuda a remover bactérias que geram toxinas. Suas cerdas ULTRAFINAS CRISS CROSS (cerdas cruzadas e 20 vezes mais finas do que as de uma escova comum) com pontas de 0,01 mm limpam profundamente a linha entre dentes e gengiva.
2. O Ângulo Perfeito: Maximiza o alcance e remoção da placa na área interproximal.*
3. Ultra-Macias: Pontas de cerdas até 20 vezes mais finas.*

*Vs. uma escova de cerdas planas com cerdas regulares.

 press kit- oral b- dentes sensíveis - detox gengiva

E o que dizer desse mini liquidificcador, que tem carregador e coador,  para bater e tomar um suco detox esperto? E essa tampinha “sorridente” do copo??? Ohwn… ainda veio personalizado. É muito carinho! E qem não gosta, né?

Já vou começar a usar tudo! E vocês, já conhecem essa novidade?

Beijos,

Diversos, Fitness, Moda, Uncategorized

Labellamafia: Conheça a trajetória da marca que se tornou um ícone da moda fitness brasileira

A Labellamafia é uma das marcas mais conceituadas do segmento fitness mundial, sendo reconhecida não apenas pela qualidade das suas peças, mas também pela atitude e estilo de vida que prega. Pensadas para mulheres motivadas e cheias de personalidade, com o passar dos anos as roupas da Labellamafia se expandiram e a marca passou a oferecer uma linha voltada para os homens, chamada Lamafia.

Fundada em 2007, na cidade de Palhoça, na Grande Florianópolis, pelo casal Giulliano Puga e Alice Matos, a Labellamafia teve um início turbulento, antes de se tornar um ícone do mercado fitness. Atualmente, com o conceito Fitness Is Everywhere, a marca está presente em diversos países do mundo, como Estados Unidos, México, Alemanha e Espanha.

Quer saber como essa história começou? Bora conhecer a evolução da Labellamafia ao longo dos anos então!

Os primeiros passos da loja Labellamafia

Tudo começou quando Giulliano, formado em moda, passou a desenhar roupas para as competições fitness da namorada Alice. Estudante de jornalismo, ela sentia a necessidade de peças diferenciadas para seus treinos e eventos de fisiculturismo. Então, ainda em fase de começo de namoro, Giuliano começou a desenhar os primeiros modelos e os dois passaram a vender as primeiras peças para os turistas na praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis.

Ao final do verão, eles já tinham conseguido levantar um bom lucro e começaram a investir em lojas físicas. No início, as roupas de academia eram vendidas nas lojas da  família, mas não demorou para que outros lojistas também tivessem interesse nos modelos. Assim, foi questão de tempo para que a marca tivesse maior projeção, fazendo com que revendedores de outras cidades e estados começassem a trabalhar com a marca.

Porém, com o pouco conhecimento sobre produção em grande escala, o casal acabou fracassando e consumindo todo o patrimônio que a família havia investido no negócio. Foi um tombo muito grande, mas o casal foi persistente.

A volta por cima e consolidação da Labellamafia

Depois da péssima experiência com as vendas, Giuliano e Alice foram morar em Balneário Camboriú. Ela mantinha sua rotina pesada de treinos e ele passou a filmar e a postar os vídeos no Youtube. Foi então que as redes sociais se tornaram as maiores aliadas do casal e grande vitrine para divulgar as roupas da Labellamafia.

Em um estúdio improvisado, Alice servia de modelo para peças-piloto e, de acordo com o feedback do público feminino, eles desenvolviam as roupas em grande escala. E, mais do que modelo, Alice era a inspiração para o desenvolvimento das peças, projetadas de acordo com seu estilo e necessidade.

Investindo em atitude e poder para a mulher, a moda fitness Labellamafia foi se consolidando por meio das redes sociais e pelo e-commerce, além da exposição de Alice nas competições fitness. O grande diferencial da marca é ser inovadora e exclusiva, com um estilo totalmente próprio e com um relacionamento próximo aos clientes.

Em 2012, a Labellamafia já estava começando sua expansão para outros países e em 2015 passou a atender o público masculino por meio das roupas da Lamafia, que rapidamente se tornou uma grande referência no universo das roupas esportivas voltadas para o uso dentro e fora das academias.

Os destaques da Labellamafia

Com centenas de pontos de venda no Brasil e lojas multimarcas na Ásia, Oceania, Europa, África e Américas do Norte e do Sul, a Labellamafia é mundialmente reconhecida pela sua qualidade, design diferenciado e atitude.

A legging Labellamafia é uma das peças mais clássicas da marca, assim como as blusas e biquínis. Porém, a marca conta com peças como vestidos, shorts, tênis, agasalhos e muitas outras roupas e acessórios que podem ser usadas tanto para os treinos como para looks em situações casuais.

Dessa forma, a marca rompe as barreiras da academia e proporciona conforto e estilo para o dia a dia. Com cores, modelos e estampas incríveis, seu público masculino e feminino consegue se expressar e mostrar sua personalidade por meio de peças que realmente tem um diferencial dentro do universo fitness.

Agora que você já conhece mais sobre a marca, é só encontrar a loja que venda Labellamafia mais perto de você e aproveitar muito! Bem-estar, segurança e beleza é com a Labellamafia!

9º Encontro Blogueira S.A., Comportamento, Crianças / Filhos, Diário da Si, Diversos, Negócios

ANO NOVO, VIDA NOVA

Oi gente linda 🙂

Na virada do ano todo mundo se empolga, né? Pra mudar o estilo de vida, de roupa, de atitude… 

Mesmo sabendo que é só mais um fim de mês e o início de outro, não tem jeito. É tempo de recomeçar… de deixar no ano que termina tudo o que não nos trouxe felicidade. E de colocar em prática planos e sonhos, tentar tirar as ideias do papel, tentar criar e renovar, seja em que área for.

A tal “vida nova” nem sempre muda muita coisa, ou acontece exatamente como a gente sonha. Mas a vontade e a esperança nos fazem sorrir e nos enchem de expectativas boas.  

Confesso que depois que deitei a cabeça no travesseiro na última noite do ano passado (na verdade, madrugada já de hoje), chorei por tudo o que tive vontade de fazer e não consegui realizar em 2018. Na verdade, nos últimos meses do ano passado, eu repensei muita coisa. Coisas que a gente faz da própria vida, pessoas que a gente se importa que nem ligam pra gente. Coisas que a gente pensa em fazer, e que nem sempre os outros dão valor. E jurei a mim mesma que não faria e não sonharia com mais NADA que não fosse pensando em mim e em quem merece.

E nesses meses pensativos, claro que incluí o blog e as demais redes sociais para serem repensadas. Analisei cada uma, estudei, e decidi colocar em prática o que muitas vezes eu mesma repetia: “não vai dar certo!”

Se vai dar ou não a gente nunca tem como saber, mas a gente tem como mudar o que não está feliz em fazer. Escrever é uma delícia pra mim, e o blog é meu diário.

Tirar fotos é legal, registrar momentos, descrever cenas… e meu instagram sempre foi feito sem me importar muito com o que diziam que eu “deveria” fazer! São as minhas fotos, os meus registros, a minha vida de verdade. E eu me sinto feliz fazendo assim.

O pinterest (embora fantástico para alguns fins), eu não tenho o menor interesse. Tenho um perfil lá… que nem mexo, nem olho, e nem gosto!

O facebook é aquela “casa da mãe Joana“, onde a gente encontra geral, e onde é legal ter o perfil para encontrar velhos amigos e manter contato. A fan page é uma extensão do pessoal, e eu já pensei em excluir. Mas desde que o face se integrou ao insta, prefiro manter ela lá, para poder ter acesso aos dados comerciais da conta do instagram.

E o canal no youtube eu fiz há alguns anos, porque blogueira tinha que ter para acompanhar o fluxo, mas nunca tinha me empolgado em fazer. Não pela rede social, que é bem bacana, de verdade. Mas pelo trabalho que muitas vezes acabava sendo incompatível com a minha rotina de mãe, dona-de-casa, e profissional que precisa correr atrás de dim dim para pagar suas contas. Era muito chato ter que arrumar uma série de coisas para poder gravar. E depois de tudo pronto, ver que já estava na hora de buscar um filhote na escola, ou levar pro basquete, de fazer comida, ir no mercado, numa reunião ou coisa assim.  

Mas muito pior era depois de arrumar o cabelo, make, unhas, look e espaço, e parar para fazer as obrigações da vida, perceber que o dia acabou… e a única disposição que restava, era pra desmontar equipamento, retirar look, make e etc, tomar um delicioso banho e deitar… porque a rotina de uma mãe é intensa, e a gente tem horário pra acordar!!! kkkkkkk

Tô rindo pra não chorar! Mas de verdade, tinha horas que dava raiva de ter arrumado tripé, iluminação, câmera… e nem conseguir gravar nada! Muitas vezes eu desistia. E aqueles vídeos até então, não eram feitos com tanta alegria. Só mesmo quando era publi (porque dinheiro na conta sempre deixa a gente feliz! rs) e um vídeo ou outro…

Faz um tempinho que eu publiquei sobre todos os designers que já desenvolveram alguma coisa aqui para o blog, e assim como está descrito aqui mesmo na história do blog, uma coisa que eu sempre fiz questão de manter por aqui foi a minha bonequinha, desde que o blog começou. Saiu de moda, e daí? Ela sou eu! E no fundo, ela sempre foi a minha carinha. Nunca pensei em retirar ela (embora alguns até sugerissem). Mudei fundo, mudei layout, mudei template, mudei plataforma, mudei tudo… até mesmo ela! Já teve outros acessórios, outros sorrisos, fez sobrancelha, cílios… mas sempre esteve aqui! E sempre vai estar. Eu vou envelhecendo, ela não!

Quem conhece minha história de blogueira, sabe que meu primeiro blog foi de festas infantis. Quem conhece minha história de vida, sabe que eu sempre trabalhei com crianças, e o quanto eu gosto disso!

E uma das mudanças que eu programei (quase que de última hora) para esse novo ano, foi dar nova vida ao canal:

A começar por essa capa linda e fofa, que eu não canso de olhar! Planejei uma websérie que estou gravando, editando e colocando no ar aqui onde estou tirando uns dias de descanso. E???? Estou amando! A estreia foi hoje, e eu tô apaixonada também! Por ela tendo vida, pela minha voz (com edição de densidade), pelo sorriso no rosto o tempo todo… kkkkkkk Sim, e eu gravo sorrindo dentro do cabeção também, mesmo sabendo que não tem ninguém vendo. Porque é gostoso gravar com ela. E todo aquele “trabalho” de antes, foi simplificado pelo cabeça. Pouco importa se estou sem make, se o cabelo está horroroso, se as unhas estão descascando… ali é só emoção, é só amor e alegria!

Estou mega feliz com a estreia. Ohwn… tão gostosa essa sensação!

Me contem, e vocês, o que estão planejando para esse novo ano? Bora colocar em prática? Em breve vou começar a falar do nosso #EBSA9, hein? Já dei alguns spoilers por aí…  E vamos além de influenciar, que tal?  #INSPIRE

Super beijo!

Comportamento, Diversos, Negócios, Notícia, Polêmicos

QUAL A DIFICULDADE DAS EMPRESAS NAS REDES SOCIAIS?

Puxa a cadeira, pega um café, que o texto vai ser longo…

Estamos no final de 2018, e parece que a maioria das pessoas ainda não entendem muito bem como “trabalhar” nas redes sociais. Sim, trabalhar!

Há poucos meses tivemos uma “revolução” aqui na internet brasileira, devido a política. Independente do seu voto, #EleSim #EleNão, as redes sociais mostraram o seu poder. Mas ainda assim, algumas marcas ainda não entenderam como as coisas funcionam.

Pra começar, vamos pensar: “Para que serve uma rede social?” Para fazer amizades, para que os amigos possam ver nossas conquistas, alegrias, e também acompanhar momentos de tristeza. Momentos e acontecimentos que, na distância (e sem as redes), muitas vezes não seriam compartilhados, e alguns amigos nem teriam como saber!  A gente pode manter a amizade “próxima” mesmo quando esses amigos vão para outro bairro, outra cidade, outro país!!!  Trocar de escola, de curso, de faculdade? Não é mais problema há tanto tempo! Casou, se mudou, teve filhos? Ah… que delícia! Porque mesmo distantes fisicamente, a gente pode acompanhar através das redes sociais, o barrigão da amiga crescer, o parto, o aniversário dos filhos… Isso é tão indescritivelmente maravilhoso!

E o melhor, é que a gente não apenas acompanha isso, mas também interage: deixa um recadinho, uma figurinha, uma mensagem. Quando liga, pode não apenas ouvir a voz, mas conversar “cara a cara”. E novamente eu digo: isso é tão indescritivelmente maravilhoso! Quem tem parentes longe, podem continuar se vendo mesmo estando a quilômetros de distância. Meu Deus!

Mas como eu disse no início do texto, para que tudo isso aconteça, tem muita gente trabalhando por trás! E claro, com as redes sociais cada vez crescendo mais, as empresas também quiseram “fazer amigos”, estreitando os laços com seus clientes. E a grande maioria –  pasmem, em 2018 – ainda não sabem trabalhar com elas!

Claro que não é errado sua empresa entrar na internet. E óbvio, ELA DEVE! Seja que negócio for, que tamanho for, enquanto uma marca não estiver na internet, ela terá um público limitado. Muitos donos de empresas resistem para entrar nas redes sociais, justamente porque não sabem mexer nelas. É preciso tempo, paciência e bom senso. E cabe à empresa, contratar alguém que tenha essas aptidões para trabalhar com isso. Lidar com pessoas de vários pensamentos e diferentes temperamentos não é fácil na vida real. Por que seria na virtual? E por experiência própria, nem sempre é fácil ler desaforos, e não responder. O fato de estarem atrás de um computador, com a falsa sensação de segurança, torna as pessoas corajosas, cuspindo fogo, se achando donas da razão absoluta. E ainda tem aqueles piores ainda: que xingam, ameaçam, “roncam grosso”…  rsrsrs Não é fácil, mas é rir pra não chorar, literalmente!

Quem trabalha com redes sociais passa por isso o tempo todo. E o segredo, qual é então? Contar até três (aproveitando que a pessoa não está nos vendo também), respirar fundo, soltar palavrões sem digitar. E calmamente responder, ponderando as palavras, e tentando assim, acalmar ou sensibilizar quem está lendo. É dessa forma, com carinho, que a gente toca no coração das pessoas. E faz elas lembrarem que, mesmo quando não as conhecemos de verdade e não estamos ao seu lado, somos “amigos”, e como tal, devemos nos respeitar e nos entender, com educação e sensibilidade de ambos os lados.

Que não é brigando que se entende, as marcas sabem muito bem. Qualquer estabelecimento usa a frase de que o “cliente sempre tem razão!”  Se sabem disso, porque não agem assim também nas redes sociais? Qual a dificuldade que elas ainda enfrentam nessa hora? A falta de “humanidade” nas redes. Quando o cliente está ao vivo, gritando, apontando um erro, ele quer falar com o gerente, o supervisor, o dono!!! PORRA, ele quer falar com alguém que vai tentar amenizar a situação.  Se essa pessoa for grosseira, não der razão ao cliente ou não mostrar empenho em tentar resolver, ele NUNCA vai conseguir manter sua empresa. Ou terá que contratar alguém para fazê-lo. UMA OUTRA PESSOA. Não vai adiantar o cliente pedir pra chamar o responsável, e o funcionário mostrar uma máquina pedindo desculpas. O cliente quer ALGUÉM, entendem? Ele quer ser ouvido e quer ser entendido.

E nas redes sociais, quem está, tem que ser ativo, tem que ser alguém!!! E é aí que as empresas erram. Porque das duas, uma:

1) A empresa não quer (ou não pode) investir no virtual, mas fazem seu perfil numa rede social porque ouviram falar que é essencial hoje em dia estar na internet! O dono ou um funcionário de qualquer área da empresa, entra numa rede social, e pronto! Coloca ali as informações, avisa das promoções, disponibiliza o telefone, e por aí vai…  De vez em quando acessa pra colocar uma novidade, e sai, acreditando que tá “bombando”!

2) A empresa quer e pode investir, e já sabe que TEM que estar na internet também! Contratam uma assessoria de imprensa, uma agência de publicidade, e acham que pagando por bons serviços, estarão fazendo um ótimo trabalho! Artes perfeitas, textos bem escritos, frequência diária, respostas automáticas… parece que estão “bombando” também!

Mas sabe qual é o problema de ambas as empresas? É que estar “bombando” pode ser muito legal quando a gente pensa em curtidas, em comentários, em números! Mas quando uma “bomba” realmente estoura, ambas também não sabem lidar com a situação. E por quê? Porque simplesmente não tem quem o faça. Porque simplesmente falta ali a “humanidade” da empresa.  Falta o funcionário bem treinado, alguém que responda para cada um, com carinho, com carinhas, com gracinhas… falta a amizade, a empatia, o cuidado… falta a demonstração de que CADA UM é importante, é amigo, é especial para a empresa!

Pessoas gostam de sentir especiais. Pessoas gostam de abraços, afagos e afeto. E como uma empresa pode fazer isso a distância? Respondendo “à mão” ao invés de mandar mensagens automáticas pra todo mundo. Não dá pra fazer com todo mundo, não tem problema. Demonstre carinho com um ou outro por dia! Note o que as pessoas estão falando da sua empresa, agradeça, compreenda, retribua! E quando errar??? Peça desculpas, repare o erro, reverta a raiva em enternecimento. É através do coração que a gente ganha o cliente! Uma marca nunca pode esquecer disso!

O olhar deseja (capriche nas fotos e no seu produto ao vivo), o valor vende (quem resiste à uma promoção?), mas o coração… ah, o coração!!! É através dele que o cliente se fideliza.  E é cativando ele, que você faz o cliente voltar, seja na sua rede social ou na sua loja física! Agrados, cuidado, carinho de verdade… fazem toda a diferença!

Se não houver a intenção de interagir de verdade com os amigos (nesse caso, clientes), porque raios uma empresa entra numa rede social? Porque ouviram dizer que estar na rede social  é importante? Sim, é importante! Mas tem que ESTAR de verdade. As redes sociais são para isso: SOCIALIZAR!!!

Trabalhar com as redes sociais não é complicado, não é difícil… mas sim, é trabalhoso! Porque requer “cuidado”! O que se escreve na internet, não se apaga, mesmo depois de ser deletado.  Milhares de pessoas veem ao mesmo tempo, e quando se tenta passar a borracha, alguém já copiou… Isso sem falar que,  muitas pessoas interpretam a mesma coisa de formas diferentes. O que pode gerar mais problemas. E aí, meu amigo, vira uma bola de neve. E a empresa que não responder, vai ter dor de cabeça, de verdade!

Aí eu chego no acontecimento do Carrefour. Mercado grande, presente em vários países, atuando nas redes sociais há anos, e ainda assim… tão distante de seus clientes! Com certeza contrataram grandes empresas de assessoria e comunicação para administrar suas redes sociais. E o que eles fizeram de errado então? Esqueceram de ter um funcionário para estar ali, presente nas redes. Aquele que vai responder de forma DIRETA E PESSOAL quando alguém GRITAR (porque a gente também GRITA nas redes sociais!!!) que quer falar com o gerente, o supervisor, o dono, ora bolas!!!  As agências contratadas fizeram seu habitual trabalho como sempre: artes lindas, sites bem estruturados, navegação excelente, promoções, categorias separadas, venda online, logística de entrega, enfim,  tudo pra facilitar. E pra socializar? Não é que tenham esquecido, mas isso só quem faz é gente, é um funcionário que conhece a empresa, a rotina, os funcionários, o dono…  Não existe algoritmo, cálculos ou códigos que façam o papel de uma pessoa. Consequentemente, NUNCA conseguirão responder pela sua marca como SENDO a sua marca. Haverá apenas aquela resposta automática, aquela gravação pronta, aquela frieza maquinal… e dessa forma, o cliente se revolta, fica mais indignado. E é nesse momento que ele quer “destruir” a imagem da sua empresa, porque de alguma forma, ele quer fazer você também se sentir como ele: insignificante! 🙁

E aí, eu pergunto: Não é o seu cliente o mais importante pra sua empresa? Então porque raios VOCÊ EMPRESA não se manifesta como um “amigo” na rede social e assume o seu erro? Por que é tão difícil ouvir o seu cliente ali? Por que é tão difícil entender que um funcionário para a internet é tão importante quanto um que esteja fisicamente no estabelecimento? Quando alguém na internet pedir pra falar com o gerente, o surpervisor, o dono… ele quer que essa pessoa venha falar com ele na rede social. E é esse funcionário que precisa fazer esse papel por você! Pedir desculpas, de verdade. Mas não com mensagens automáticas, isso só piora. Só faz o seu cliente se sentir mais insignificante pra você! Ninguém quer falar com uma máquina!

A gente não pode desfazer algo que já tenha sido feito, mas pode tentar amenizar a sensação dolorosa e o vazio criado pela “marca”, mostrando de forma REAL ao cliente, que a empresa está tão chateada como ele!

Um mercado tão grande, de um dia para o outro, teria condições de colocar um cão de algum abrigo em cada mercado do Brasil, ao lado de um segurança na entrada da loja, sendo funcionário também: com direito a crachá com foto, hora de almoço, casinha no estacionamento e algumas regalias. E claro, as devidas explicações na entrada da loja também, dizendo que o mercado não apenas REPUDIA o ato cruel do segurança de Osasco, e que vai colaborar para que os envolvidos sejam punidos, mas que quer fazer algo para ajudar os animaizinhos que ainda sofrem por aí. Que aquele novo cão ali na entrada da loja não irá nunca “substituir” o outro, mas será uma forma de lembrar à todos que o mercado NÂO COMPACTUA com o acontecido. Reverter a venda das rações no mercado para uma ONG, e dizer que espera assim, ajudar a tantos outros animaizinhos que sofrem ainda pelo abandono e maus tratos!

Se mostrar sensibilizado com o fato, como todo mundo, porque é isso que o cliente espera. Que por trás de uma grande marca, exista também um grande ser humano!

#DICA – Sigam o bom exemplo do Posto Ipiranga:

9º Encontro Blogueira S.A., Comportamento, Diário da Si, Diversos

ORDEM DECRESCENTE PARA AS EXPLICAÇÕES

Confesso que tenho andado beeeeeeem desanimada. Falta de tempo mesmo. E aí quanto menos tempo pra fazer tudo o que planejo na cabeça, mais desânimo dá… e vai formando aquela bola de neve, sabem?

A gente vai vendo o tempo passar, e queria falar disso ou daquilo… mas acaba passando, e depois a gente vê que não falou metade do que queria. E aí o tempo não para pra gente lembrar, ela continua, na velocidade da luz… E a gente vai deixando pra lá: o que queria escrever, o que queria gravar, o que queria dizer…

E daí, que estamos no final do ano já. E eu tenho coisas para contar ainda de Maio, do #EBSA8, dá pra acreditar???

Mas Deus sabe tudo o que faz. E sabe a hora certa de tudo, por mais que a gente não compreenda por um tempo. Confesso que estava sem entender há alguns meses: desde que a mamãe teve depressão e sumiu! De lá pra cá, a vida ficou ainda mais corrida, e em vários momentos eu tentei contornar. Mas aí  a vida trazia mais um problema para ser resolvido, e caía sempre nas minhas mãos!  E eu tinha que adiar algumas coisas daqui e de outras redes. E aí a vida ia continuando, e eu vinha desde então, fazendo o que dava pra ser feito.

Hoje, eu passei o dia revendo tudo: o blog, o canal, os trabalhos, as ideias. Refazendo planos, traçando metas, escrevendo detalhes para não esquecer…

Eu tenho um planner que fiz em Janeiro, e só imprimi agora em Novembro! kkkkkk Num desses momentos em que disse a mim mesma que tinha que parar para anotar tudo. Porque eu preciso ter tudo anotado, separado, catalogado. Se não eu me perco, esqueço das coisas, e não faço metade do que planejo fazer!

As metas aí do mês, só dando risada! Não fiz nenhum desses vídeos que anotei. Mas vou fazer! Sério, mesmo!

Agora nos próximos dias os filhotes terão provas finais e finais também de jogos de basquete. Ou seja, a correria vai apertar ainda mais. Mas início de Dezembro eu já estou com tudo aqui na cabeça, e já vou imprimir a folha de Dezembro do planner, para anotar e CUMPRIR tudinho! Claro, em forma decrescente como disse no título do post: vou intercalar coisas atuais, com tudo o que tenho pra falar desde Maio, até chegar as novidades do nosso #EBSA9, que já posso adiantar: serão de cair o queixo! #Inspire 

Claro, juntando com a correria do Natal e Ano Novo!!! kkkkkkk  Será que vou pirar???

Super beijo!