♥ SOFRENDO POR AMOR ♥

em 30 junho 2010

Isso não existe!!! Quando eu digo que amor não combina com dor, muita gente custa a entender...
Porque quando a gente falar de amor, a gente tende a levar a "balança" do coração a pender para um lado só! E vira e mexe eu digo aqui no meu cantinho, que amor NUNCA rima com dor! Que a dor pode existir, mas que o próprio amor a cura. Hoje acho que vou explicar melhor essa minha "tese"!!!

De manhã após visitar os blogs amigos, que visualizo atualizações aqui no meu painel do blogger, visitei um amigo muito querido (que está lá na salinha do "bombril"). Que me conheceu ainda no extinto "Anjinhos" (um blog de festas infantis que já tive), e muito me ajudou para que eu pudesse aprender a compor um visual mais harmonioso como esse atual do Meu Cantinho!!! Enfim, um amigo nota 1000, que estava um pouco sumido nas suas postagens. E nos seus comentários (looooooooooooooongos como os meus)rsrsrsssrs

Lendo a linda história dele no Click Amigo, mas já de saída para levar filhote ao basquete, fiz meu comentário e saí... e agora li um comentário que ele deixou aqui e que me fez pensar no que escrevi mais cedo para ele, e que é justamente o que sempre falo aqui pra todo mundo que diz que está "sofrendo":
"Sofrer por amor, por si só, já é a própria cura para qualquer dor!"

Gente, claro que eu já chorei, já senti essa "dor"! Mas repito: AMOR E DOR nada tem a ver um com o outro! Não andam juntos! Porque o amor tudo suporta!!! Uma vez quando escrevi isso a uma leitora aqui no blog mesmo, ela respondeu dizendo que amava muito o tal namorado, mas que se amava mais. E eu apenas disse a ela que ela optou pelo "egoísmo". E explico: amor NUNCA é egoísta. E se vc acha que se amar tem que ser MAIS do que amar o outro, isso não é amor, é egoísmo! E no dia que uma pessoa egoísta aprender que "amar ao próximo como a ti mesmo" não é se amar mais, mas se amar IGUALMENTE, então descobrirá do que falo, e enfim, entenderá o amor!!!! Porque o amor é isso, simples assim!!! E a gente complica, mistura com outros sentimentos, talvez para "justificar" a dor!
E isso não significa também que eu ache que uma pessoa tem que "fechar os olhos" para tudo em nome do amor, porque isso também é falta de amor: amor-próprio!!! O fato é que "amor-próprio" e
"amor ao próximo" devem estar juntos e não separados... porque isso não é amor!!!
E quem ama, quer o melhor, sempre... mesmo que seja preciso sofrer para isso...
Sofre e continua amando, apenas isso! Não se lamenta ou culpa o outro... pode trazer lágrimas sim, mas não deixa de ser amor, entendem? É como "vacina"...
O ANTÍDOTO TEM A MESMA SUBSTÂNCIA DO VENENO, MAS EM DOSES DIFERENTES!!!
Ou seja, o amor pode até te fazer sofrer, as vezes chorar... mas se ele é amor, se curará, e reinará!
Mas se você sabe que está "sofrendo" de amor, e decide que não quer se "tratar" com amor, então ele será o veneno que irá te matar!!! E assim, lentamente, você se compadece nessa dor... e tenta justificá-la como não sendo amor, julgando que o amor não faz isso! FAZ SIM, como "vacina".
Não sei se consegui ser mais clara agora... rsrsrsrs
Cuide, apenas....

Grande beijo à todos!
'Image

8 comentários:

  1. MAIS CLARA IMPOSSIVEL, FLOR!
    OBRIGADA !
    GOSTEIIII!

    BEIJO

    ResponderExcluir
  2. UAU!! Vc nao podia ter sido mais clara Simone, concordo com cada palavra, amor tudo suporta mesmo, e ano é como alguns pensam, que este "suportar" é se acovardar ou te acomodar diante de uma situacao, ele suporta pq é AMOR simples assim.
    Ontem dei uma bronca de leve em Lukas..rsrs..na resposta dele pra mim no Vampire, ele disse que nao sabe como eu as vezes o aguento, qdo se ama, nao tem essa de aguentar, é estar ao lado em qualquer situacao, uma vez eu disse que amo ate os pitis dele, ele se matou de rir...mas é por ai,´so sei que é bom demais amar.
    Te admiro muito Simone, sua colocacoes sao/estao perfeitas.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Amiga,
    Ou eu não entendi nada do que você quis dizer, ou eu não concordo com você, ou melhor, concordo sim, quando o amor é recíproco ou é um outro tipo de amor, como por exemplo o que temos pelos filhos. Mas quando se trata de amor entre um casal, não há como ser sem dor onde não há reciprocidade.
    Beijos,
    Gi.

    ResponderExcluir
  4. Beta, fico feliz que tenha gostado. E não precisa agradecer... adorei sua visita!
    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Ida,
    também acho que quando se ama não existe isso de "aguentar". O amor tudo suporta, tudo transforma, e realmente, até os "defeitos", os "pitis" passam a ser admirados...kkkkkkkk Amor, simples assim!!! Grande beijo!!!!

    ResponderExcluir
  6. Gi,
    essa é a minha opinião sobre o amor, mas não significa que estou certa...rsrsrs Mas eu acho que não existe "tipos de amor". Existe AMOR. É aí que eu digo que a gente "mistura" outros sentimentos. Reciprocidade acontece de formas diferentes. Você citou como exemplo o amor de um filho. Então, vamos lá... Quando crianças, fazemos de tudo, estamos sempre juntos, damos tudo por eles e para eles... E eles retribuem, com carinho, com amor, sempre! É o amor da sua melhor forma de sentir!!! E aí os filhos crescem. Te pergunto: no dia que um filho sai de casa, no dia em que o trabalho, a distância ou a vida não permitirem que esse filho te retribua da mesma forma como agora que é pequeno, o amor vai mudar????? Claro que não! Você vai continuar amando, porque o AMOR é capaz disso. Se ele estiver distante de vc, vc pode chorar de saudade... Se ele não te ligar com a frequência que vc desejar ou se ele preferir a companhia dos amigos à estar com vc por algum tempo, você vai sofrer? Vai, mas o AMOR vai superar, vai entender. Quando o seu filho aparecer, a borracha chamada AMOR vai apagar toda dor, sofrimento, lágrimas, TUDO!!! E se eu acho que esse filho não te ama da mesma forma? Não, acho que te ama SIM! E por amor ele sempre vai voltar!
    O que acontece Gi, é que a gente cobra essa reciprocidade em mesmo tamanho, grau e frequência. E se a gente não recebe, a gente "sofre", mas não aceita que amor faça sofrer. E então tenta justificar com qualquer coisa... sei lá! É o que eu penso. Na vida a dois isso ainda piora muito, porque a gente tende a querer exclusividade. É o nosso formato de sociedade, é mais difícil ainda sentir esse amor assim, apenas amor. Já imaginou se um "Sheik" se apaixona por vc numa visita ao Brasil, e vc se apaixona por ele, se casam e vão embora, lá pro país dele... e chegando lá vc se depara com mais 6 mulheres, todas dele?!!?!?!? kkkkkkkkkkkkkkkkk PQP!!! Serão dias e dias de choro, de lágrimas, de perguntar a Deus: porque????rsrsrrsrs Creio que nenhuma das outras 6 estarão sofrendo como vc... Isso é a socidade que impõe Gi. Relacionamentos a dois são mais complicados porque não existe só o amor. Existe o desejo, a vontade da carne, o ciúme...rsrsrs A gente tem a tendência de se "comparar" (principalmente nós, mulheres). "Se ele fez isso é porque não me ama..." frases assim nos invadem o pensamento...
    Mas esse é um jeito de pensar, Gi. É a minha opinião mesmo... Eu acho que amor é amor, não importa se é filho, pai, mãe, amigo, amiga, namorado, desconhecidos... a gente tem o dom de amar. Lamentável é que a gente deixe esse dom para alimentar qualquer outro sentimento, porque amor é como planta. Se vc rega, cuida, preserva, cada vez mais ela se mostra bonita. Mas se vc deixa pra lá, podem surgir ervas daninhas, e destruir o que havia de melhor...
    Não acho que amor ou amar seja fácil, mas é simples! rsrsrsrs Eu acho que a gente é que complica mesmo, sempre!
    Grande beijo Gi

    ResponderExcluir
  7. gostei muito sobre oque vc falou sobre o amorrr!!!! continui sempre assim q vc vai longe!!! um bj

    ResponderExcluir
  8. Obrigada Ellen! Volte mais vezes! =)

    ResponderExcluir

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!



Topo