♥ A DOENÇA DO AMOR ♥

em 15 setembro 2010

Quando se está doente de amor...
remédio algum te dá a cura!
E em meio à procura,
apenas o vazio, o silêncio...

Erro e busco consertar...
Muito pior é quem diz não errar!
Não sou perfeita,
e achei que com você eu poderia acertar!

Se amar-te é doença,
Sou doente por natureza!
Mas você me piorou muito,
disso eu tenho certeza!

O amor unilateral não une,
machuca, engana...
E na busca de acertos, erramos!
Mentimos e magoamos...

Posso ser acusada de louca,
porque você me fez capaz de sonhar...
E você pode até achar que sou doente,
Mas te pergunto:
Ser doente é acreditar no que se sente?

Confrontando a realidade
Sinto vazio e saudade...
Prefiro ser esta doente
Que não te engana, nem quando mente

O desgosto por ser doente
é pela dor que se sente...
Dura realidade
Não deixa de ser verdade

Se o amor é estar doente
Prefiro ficar assim até morrer
Sentir o coração quente
Lágrimas a correr

Quebras o meu coração
Numa indiferença que mata
Foi-se a emoção
Perdição compacta

Momentos perdidos
Não são devolvidos
São recordados
Como atos falhados

Vivo esta enfermidade
Como uma louca cheia de saudade
Palavras esgotam-se
Perante a tua passividade

Sou a rainha dos doentes, aquela que diz o que sente...
E não tenho vergonha de afirmar
que foi apenas nos teus braços que eu sonhei reinar!!!
O que você chamava de "brincadeira gostosa"
Pra mim, era AMAR!!!

'Image* Texto adaptado. Original de Carlos Peres.

5 comentários:

  1. Amar é necessário!

    Passando para te lembrar que nossa blogagem coletiva é amanhã, te espero!!!

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Que mais eu poderia dizer????????????????? Belissimo, profundo, real e sem rodeios. O amor em sua plenitude. parabens

    ResponderExcluir
  3. amar geralmente dói, li que existe até uma tal síndrome do coração partido...

    bjus

    ResponderExcluir
  4. Cíntia
    E como é necessário... e não é que a nossa postagem teve o mesmo tema? Ah, o amor... rsrssr
    bjs

    Águas Escuras
    Que mais eu poderia dizer???? A sua sensibilidade é notória, e só as pessoas sensíveis conseguem fica sem palavras diante do amor pleno. Bjs e obrigada!

    Paula
    Dor de amor não dói (assim dizem...rs).
    Sim, todo amor verdadeiro dói... mas a alegria de amar, de sentir esse sentimento na sua forma mais real e intensa, cicatriza, restaura... Só o amor faz isso: cura!!!
    Quanto à essa síndrome... caramba, será que sofro dela???? rsrsrssrs Vou procurar ler a respeito! Bjks

    ResponderExcluir
  5. amar e dolorido e esa dor n ten fim prefiro chora de dor qual quer do que ador de amar

    ResponderExcluir

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!



Topo