em 14 novembro 2010

"Uma ostra que não foi ferida, não produz pérolas.
Pérolas são produtos da dor; resultado da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um grão de areia, que as fere, machuca... Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia a penetra, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra. Uma ostra que não foi ferida de algum modo, não produz pérolas, pois as pérolas são feridas cicatrizadas!
· Você já se sentiu ferido por palavras rudes de alguém?
· Já pôs a sua confiança em alguém que lhe enganava?
· Já foi acusado de ter dito e feito coisas que não disse e não fez?
· Já foi traído a ponto de ver seus sonhos ruírem?
· Você já sofreu os duros golpes do preconceito?
· Já recebeu o troco da indiferença ou sentiu-se injustiçado ou prejudicado por alguém?
Então, produza uma pérola!!!
Cubra suas mágoas com várias camadas de amor!!!
Infelizmente são poucas as pessoas que se interessam por este tipo de movimento. A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, deixando feridas abertas, alimentando-as com vários tipos de sentimentos pequenos e, portanto, não permitindo que cicatrizem.
Na prática, no dia-a-dia, o que vemos, são muitas ostras vazias. Não porque não tenham sido feridas, mas, porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor...
Eu lhe convido a refletir sobre isso."
(Autoria Desconhecida)

♫♪ " Te amo tanto que perdi o jeito de me declarar
...foi muito mais do que eu imaginei
Amor, te amo tanto que nem sei..." ♪♫
'Image

5 comentários:

  1. Oi Si
    Você nem imagina o quanto já passei por essas coisas que você fala em seu post.
    Preconceito ,ainda enfrento,e acredito que pessoas portadoras de algum problema que aparece em seus movimentos, também passam.Já fui traída por pessoas que eu considerava amiga,fui ferida por palavras grosseiras e coisas mais que jogaram minha auto estima no chão.Mas aprendi que as pessoas só te ferem se você deixar e não vou deixar mais,não vou aceitar ser ferida,machucada.Já perdoei,porque perdoo facilmente,mas não é bom ,nem fácil sentir o preconceito.Sempre peço em minhas orações que eu possa fazer de tudo que me fere ,um caminho que me torne uma pessoa melhor.
    Parafraseando Fernando Pessoa:
    Pedras no caminho?
    Guardo todas
    Um dia construirei um castelo.
    Beijos
    Teca

    ResponderExcluir
  2. todos nós já sofremos ou nos ferimos, eu mesma as vezes crio muitas expectativas em pessoas que me desapontam , o importante é compreender porque certas coisas acontecem e aprender algo com elas

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Tece
    É isso aí amiga... guarde pedras para construir um castelo, com certeza! E sejas sempre a princesa dele!!! Preconceito é muito ruim, e ainda assim, presente. Mas, temos que seguir amiga, e perdoar, porque o perdão acalma, traz paz! Você é uma pessoa maravilhosa! Grande beijo

    Elaine
    É verdade... todos já fomos feridos e já ferimos (muitas vezes até sem querer, sem saber). Mas em relação as expectativas, o melhor seria não fazê-las...rs Bom se a gente conseguisse isso, né? As vezes a gente até tenta, mas sem querer, "formamos" uma opinião, uma idéia do que as outras pessoas são... e as vezes elas são o oposto disso!!! Mas quando percebemos, concordo com você: temos que aprender algo com isso! Sempre aprendemos!!!
    Beijocas e volte sempre!

    ResponderExcluir
  4. Si, eu ando precisando praticar esse texto....

    Beijosss e boa semana mais curta

    ResponderExcluir
  5. Elaine,
    você é uma das grandes pérolas que eu já conheci! Amiga, solidária, bondosa... Ouve todo mundo, ajuda, agrada... enfim... você já é um amor!!! Então, se existe algum rancor ou tristeza dentro de si, envolva-a com o seu doce jeitinho que tanto cativa a todos!!! Grande beijo!

    ResponderExcluir

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!



Topo