♥ O QUE EU NÃO CONSIGO ENTENDER NAS MULHERES... ♥

em 05 abril 2012

Sinceramente, eu já expressei algumas opiniões sobre causas feministas e sobre assuntos que, querendo ou não, "acabam" nelas...
Sinceramente, não consigo entender porque mulheres fazem questão de um dia especial, um vagão, uma cadeira... Daqui há pouco irão pedir uma calçada exclusiva, ou ruas, ou cidades... Onde vamos parar? Na "Ilha das Amazonas" (a da Mulher Maravilha! rsrs)?????
Desculpe... não quero chegar nesse lugar! E as feministas que me perdoem. 
Mas acho muita "palhaçada" - assim como Cristina Kirchner na Argentina, fazendo
questão de dizer que queria ser chamada de "Presidentaaaaaaaaaaaa" e não Presidente, e recusando-se assinar documentos da Casa Rosada que continham a palavra presidente ao invés de presidenta, exigindo correção e nova impressão (hã???) - Dilma seguir pelo mesmo caminho!
E antes que digam que os dicionários apresentam a forma "presidenta" como aceitável, e claro, na medida que se consagra o uso da palavra, a estranheza da mesma desaparece, a gente aprende que as palavras terminadas em "NTE" não tem variação de gênero (masculino ou feminino), apenas o artigo que antecede esta palavra, como por exemplo:
 o pedinte, a pedinte / o cliente, a cliente / o gerente, a gerente

E recebi o e-mail entitulado "SUA EXCELÊNCIA, A SENHORA PRESIDENTA DILMA"
E-mail este que compartilho com louvor e bato palmas ao final. E mais uma vez repito: por que algumas mulheres fazem questão dessas idiotices? Esperem de um ser humano, respeito. E se ele for um homem, que seja cavalheiro! MAS PELO AMOR DE DEUS, SEJAM DAMAS!!! Até quando teremos mulheres querendo dizer: SOMOS IGUAIS AOS HOMENS!!! 
Eu não sou melhor nem pior que ninguém. Mas sou MULHER com  muito orgulho. Sou aquela que ri e chora, sem vergonha... sou aquela que mesmo tendo menos força, posso ficar brava, e estando brava, viro um demônio... sou aquela que suporto cólicas mensais, partos naturais, cirurgias dolorosas... e isso não me faz melhor do que ninguém... só demonstra que sou forte, embora muitos achem, que "frágil" seja sinônimo apenas de "fraco"! Não quero medir forças, quero continuar "delicada", obrigada! =)
Segue o e-mail, e vale a pena ler! =)

Agora, o Diário Oficial da União adotou o vocábulo presidenta nos atos e despachos iniciais de Dilma Rousseff. As feministas do governo gostam de presidenta e as conservadoras (como eu! rs) preferem presidente, já adotado por jornais, revistas e emissoras de rádio e televisão, afinal os veículos de comunicação têm a ética de escrever e falar corretamente.
Na verdade, a ordem partiu diretamente de Dilma: ela quer ser chamada de Presidenta. E ponto final.
Por oportuno, vou dar conhecimento a vocês de um texto sobre este assunto e que foi enviado pelo leitor Hélio Fontes, de Santa Catarina, intitulado “Olha a Vernácula"
Vejam:
No português existem os particípios ativos como derivativos verbais.
Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante.
Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente.
Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade.
Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte. Portanto, à pessoa que preside é PRESIDENTE, e não "presidenta", independentemente do sexo que tenha.
Se diz capela ardente, e não capela "ardenta"; se diz a estudante, e não "estudanta"; se diz a adolescente, e não "adolescenta"; se diz a paciente, e não "pacienta".

Um bom exemplo seria:
 "A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela
ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizantas, não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta."
Sem mais para o momento, despeço-me. =)
Pode isso????? rsrsrsrs
Bjks!

5 comentários:

  1. Olá, Simone!

    Assino onde?

    Excelente artigo. Em uma palavra você sintetizou os melindres dessas mulheres: palhaçada. Aqui no Nordeste poderíamos trocar por: frescura.
    Que é isso gente? Com tanta coisa urgente e importante para nos preocuparmos, né?
    O texto do e-mail, muito bem elaborado, nos dá uma idéia da pobreza de conhecimento de nosso idioma.

    Gostei muito, viu!

    Tenha uma feliz páscoa!
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  2. Oi Socorro, partilho da mesma posição que vc: quanta coisa mais urgente para se preocupar, para lutar... e tanta gente "fresca" mesmo! Aff!!!
    Feliz Páscoa pra vc também!
    Bjks!

    ResponderExcluir
  3. olá amiga querida! Vim desejar FELIZ PASCOA e oferecer um miminho! Encontra-o no meu blog!
    bjinhos com saudades, Joana Neves
    http://joana-neves.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Joana querida, feliz páscoa pra vc também! =)
    Obrigada pelo carinho. Já vou lá buscar meu mimo!!! =)
    Bjks!

    ResponderExcluir
  5. Bem interessante o post, em especial as citações "adolescenta", "contenta"...

    ResponderExcluir

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!



Topo