COMO ACABAR COM AS ESPINHAS DOS ADOLESCENTES

em 06 fevereiro 2017


TECNOLOGIAS AVANÇADAS AUXILIAM NO COMBATE À ACNE


Entre as técnicas mais usadas destaca-se o uso de microcorrentes e luz intensa pulsada



São Paulo, SP (DINO) 03/02/2017







O mercado estético dispõe de tecnologias que contribuem para controlar ou até mesmo acabar com esse pesadelo, que é a acne.


Não há nada mais comum do que um adolescente com espinhas no rosto, não é mesmo? Segundo especialistas, a acne atinge 90% dos adolescentes e também a metade da população adulta.

Em geral, ela tem início na puberdade e tende a se resolver por volta dos 30 anos, porém as espinhas, como são popularmente conhecidas, podem persistir por longo período ou até mesmo surgir na fase adulta.

Na adolescência, por exemplo, a acne acomete mais o público masculino. Já na idade adulta, geralmente são as mulheres que sofrem mais com a doença.

A fisioterapeuta dermatofuncional, Thaís Rodrigues explica que a manifestação da acne está relacionada ao comportamento de hormônios sexuais masculinos ou andrógenos encontrados tanto em homens quanto em mulheres.

Segundo ela, a elevação de níveis hormonais durante a adolescência causa aumento das glândulas sebáceas da pele, existentes nas regiões nas quais a acne é mais frequente, fazendo com que a doença seja muito comum na puberdade.

“A acne é uma doença que acomete os folículos pilossebáceos existentes na pele e está relacionada a um conjunto de fatores que vão desde sua obstrução decorrente do aumento da produção sebácea e descamação anormal das células da pele, até a proliferação de bactérias específicas (P.acnes), podendo ser classificada em diferentes graus de acordo com a sua gravidade”, pontua.

Thaís observa que existem diversos tratamentos para a acne e a escolha do método mais adequado baseia-se no quadro clínico e varia de acordo com cada indivíduo.

A boa notícia é que além dos tratamentos tradicionais com o uso de sabonetes, filtros solares específicos, produtos tópicos e até antibióticos - em casos mais graves -, a tecnologia que já é forte aliada da medicina, também pode contribuir para o tratamento de acne.

Atualmente, o mercado estético dispõe de tecnologias que contribuem para controlar ou até mesmo acabar com esse pesadelo, que é a acne.

De acordo com Thaís, nos últimos anos, profissionais da área dermatológica e estética têm desenvolvido programas de tratamentos, que unem diferentes tecnologias, para tratar a doença.

Entre as técnicas mais utilizadas destaca-se o uso de microcorrentes e luz intensa pulsada.

A HTM Eletrônica, líder no mercado na fabricação de equipamentos eletromédicos, disponibiliza tecnologias muito interessantes, que podem ser usadas de forma conjunta, que são elas: Light Pulse e Stimulus Face.

Segundo a fisioterapeuta, por meio de um programa de tratamento, o Light Pulse, equipamento de luz intensa pulsada, age emitindo um potente flash de luz.

“Seu mecanismo de ação baseia-se na presença de substâncias produzidas pelas bactérias, que ao absorverem a luz do induzem a sua morte resultando em um efeito anti-inflamatório local”, explica.

Já o Stimulus Face, que é um equipamento multifuncional, pode ser associado à luz intensa pulsada. Em meio à sua diversidade de recursos, pode ser destacadas as microcorrentes.

"Em virtude de seus efeitos no restabelecimento da bioeletricidade da pele, essa tecnologia proporciona ação cicatrizante, bactericida e antiedematosa, estimulando a regeneração da pele, combatendo a acne”, completa.

Em média, o tratamento tem a duração de oito semanas e o resultado varia de acordo com cada paciente, porém, segundo a fisioterapeuta, há relatos de ótimas respostas, em média, após quatro sessõe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!



Topo