♥ ÍNDIO CORNO ♥

em 13 junho 2010

Santa ignorância!!!
Há dias quero escrever sobre o "Mani & oca", um local super bacana que eu conheci na semana passada. Bem, eu já passava na frente do local há algumas semanas (desde filhote começou na nova escolinha de basquete). E lá do outro lado da rua, eu sempre achava graça, porque essa aí é a frente do local:

Explico: as cores chamam atenção, tudo é uma graça, alegre, bonito mesmo! Mas há o desenho de um índio e uma índia segurando um bebê loirinho... e eu pensava na minha mente: "Esse é o bar do índio corno!!!"
E perguntava a mim mesma: "Porque não pintaram o cabelinho do bebê preto também???"

Lá dentro ainda tem uma menina, também loirinha, de biquíni, bem brasileira.
 Tudo é uma graça, mas o tal bebê me intrigava...
E um dia depois do basquete, atravessamos a rua para conhecer o tal bar do "índio corno".
Enfim, o bar por dentro é uma delícia também! Super aconchegante, cheio de coisinhas naturais, tudo lindo demais, demais mesmo! De extremo bom gosto! E quase tudo é feito de aipim. Comi uma empadinha deliciosa com recheio de frango (massa de aipim, claro!):

Consistência gostosa, sabor maravilhoso, tudo perfeito!
E lá dentro tem a história do "índio corno", para matar a curiosidade de alguns que como eu, não conhecem todas as nossas próprias lendas!

A HISTÓRIA DE MANI&OCA
"Conta-se que há muito tempo, havia numa tribo indígena uma indiazinha tão bela e tão delicada que todos a amavam. Mani era diferente. Mani tinha a pele clara, lindos e longos cabelos claros e sempre um sorriso no rosto, a iluminar os passantes. Mani comia pouco e bebia pouco, e parecia esconder um mistério. Numa bela manhã Mani não se levantou da rede, amanhecera doente. O pagé deu ervas e bebidas à menina. Mani apenas sorria, estava muito doente, mas sem dores. Nada adiantou. E sorrindo, Mani morreu! Os pais enterraram-na dentro da própria oca e regavam todos os dias a cova com água, como o costume das tribos Tupi, mas também com muitas lágrimas de saudade.  Um dia perceberam que da terra onde estava Mani, rompia uma plantinha verde e viçosa. A plantinha desconhecida crescia depressa. Cavaram um pouco e viram raízes grossas e morenas, e da cor dos curumins, nome que dão aos indiozinhos. Mas sob a casquinha marrom, lá estava a polpa branquinha, da cor de Mani.
"Vamos chamá-la de Mani Oca", resolveram os índios, transformando a planta em alimento. E até hoje em todo o Brasil, quem não gosta de Mandioca????"
Dentro do bar tem a foto da "menina Mani" maior (a "brasileira" que mencionei lá em cima... rsrsrs):

Lá de fora não dá pra ver as "raízes" dos cabelos de Mani, porque as mesas estão na frente!
Enfim, vale a pena conhecer esse local charmoso e gostoso!


'Image

4 comentários:

  1. Indio corno!!! kkkkkkkkkkkkkkk...so v Simone!!

    Eu ja tinha lido sobre esta lenda,gosto muito de ler sobre as lendas indigenas...gostei da cara do local, esta empradinha me deu agua na boca, que covardia ..kkk

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Ida e vale a pena. A empadinha é uma delícia mesmo! O local é super charmoso, uma graça! E aí é que eu soube que o índio não era corno nada... rsrsrs coitado!!!! Tem lendas muito bonitas, como essa, eu adorei!
    Bjão

    ResponderExcluir
  3. Adorei a história!!
    Não fazia a mais remota idéia que a mesma existia!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá Si

    Descobrimos seu Blog hoje e adoramos, muito grata pela referência ao nosso estabelecimento.

    Ficamos felizes em saber que você gostou.

    Gostariamos de lhe convidar para um Happy Hour com musica ao vivo, geralmente às 5ªf das 17:30 em diante, às 6ª das 19:30 e em breve faremos almoço musical aos sábados a partir das 14:00,

    Será um imenso prazer tê-la conosco novamente e queremos lhe ofertar uma cerveja ou suco por nossa conta e para o filhote uma bola de sorvete, vão com nossos sinceros agradecimentos pela sua preferência.

    Abçs
    Siene (Proprietária Mani&Oca)

    ResponderExcluir

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!



Topo