♥ TEM O CERTO. TEM O ERRADO. E TEM TODO O RESTO!

em 18 agosto 2010

Assim já dizia Cazuza...rs
E esse "resto" tem muita coisa certa e errada, sempre tem...
Bem, os últimos acontecimentos não tem sido nada bons. E foi chegada a hora em "fazer o certo", mesmo que pareça o errado! O bem não vence o mal apenas com bondade... Não! Existem momentos em que temos que ser mais duros ao invés de dóceis. Que temos que ser mais nervosos ao invés de calmos. Que temos que falar mais alto que o outro para que nossa voz seja ouvida. Enfim, existem momentos em que ou a gente "pisa no freio" (mesmo não estando na direção) ou então, o carro cai do precipício, com o motorista e nós mesmos, no lugar do carona. Então, quando você perceber que o carro da vida está indo em direção errada, mesmo que você não seja o motorista, puxe o freio de mão, rode, mas faça alguma coisa para tentar parar!!! E eu me vi nesse momento... Bem, se não existisse amor, eu poderia "abrir a porta do carro" e pular... E ainda gritar ao motorista: "Tá maluco??? Quer se matar, se mata sozinho!!!"
Mas quando a gente ama, ama de verdade, a gente "morre por amor"!!!! E entendam, não estou falando aqui de amores apaixonados, estou falando de alguma coisa muito maior que isso... estou falando de amor por um filho! Que mãe não preferia morrer ao ver o próprio filho nessa situação? É desse amor que estou falando... Que mãe ao perder um filho não questiona Deus: "porque ele e não eu???" É desse amor que estou falando... Enfim, a metáfora do "carro" é apenas para ilustrar uma história. E eu, no carona do carro, com um motorista que eu AMO, e para piorar a minha situação, com uma outra pessoa no banco de trás, que eu também AMO! Consegui "parar o carro" e em nenhum momento tive medo... Não tive medo de um homem de 20 anos, que há muito tempo já me passou na altura e que tem a força que eu não tenho, porque sei que ele não me faria nada. E ao olhar a raiva nos olhos dele, enquanto suas duras palavras repetiam que eu não o amava porque tinha "parado o carro"... ainda assim eu não tive medo! E seus olhos de raiva, se transformaram em olhos de amor, cheios de lágrimas e eu recebi um forte abraço! As duras palavras que ele me disse (muito além dessas), me machucaram...mas o amor suporta... supera, ajuda.... Enfim, depois de N acontecimentos nessa "estrada da vida", eu espero estar guiando mamãe e Bibico pelo caminho certo, cada qual com seus problemas, e eu apoiando e cuidando de duas pessoas que eu amo, muito mesmo!!! Porque tudo o que eles precisam é de amor (e não apenas isso, claro!), mas amor eu tenho de sobra!!!

Amo vocês!
'Image

5 comentários:

  1. Você está certa, mesmo quando doi a gente tem que guiar e educar nossos filhos, amar também é orientar e prepara-los para quando estiverem fora do nosso circulo de proteção.

    ResponderExcluir
  2. É isso aí Deca! Amar muitas vezes é dizer "não" também!!! E um hora eles entendem isso!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nossa Simone fiquei feliz por vcs, talvez tenham que ajustar algumas coisas, mas vcs conseguem, pq vcs se amam, esta sua frase é a mais pura verdade..."Que mãe não preferia morrer ao ver o próprio filho nessa situação?" ou que mae nao trocaria de lugar com o filho ao ver seu sofrimento?

    Estou torcendo por vcs, este abraco final cheio de amor e lagrimas é mais que um sinal que tudo vai dar certo, vc vai saber guiar sim, a foto é linda.

    Deus abencoe vcs

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Q bom q tudo se resolveu da melhor maneira possivel. Fiko feliz por vcs e melhoras a sua mae.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  5. Ida e Lukas,
    a presença de vcs muito me conforta! Obrigada pelo carinho nas palavras. Vcs são especiais, sabem disso! Gde bj!

    ResponderExcluir

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!



Topo