Como usar a cinta pós-parto: conheça mais sobre esses modelos de lingerie

em 18 junho 2019

Entre um item e outro do enxoval de uma mãe, a cinta pós-parto é um dos mais essenciais, justamente por auxiliar na reorganização dos órgãos da mulher após o nascimento de seu filho, além de diminuir o inchaço abdominal e modelar a silhueta da mamãe. Esse tipo de lingerie modeladora evita a formação do seroma, que é o acúmulo de líquido no local da cesárea, para partos desse tipo.

Para fazer o acompanhamento da recuperação do corpo da mulher, o obstetra recomenda essa lingerie para gestantes, e pode ser usada a partir das primeiras 48 horas após o parto. Isso porque ela proporciona conforto para a mamãe que ficou nove meses com uma bebê em sua barriga e, após a gravidez, teve os órgãos internos “soltos”, e que precisam voltar à sua posição original. Ou seja, não tem nada a ver com emagrecimento, portanto não se deve pensar que usar a cinta pós-parto irá reduzir medidas, tampouco se deve prolongar seu uso.



Quais são os modelos de cinta pós-parto?

Existem inúmeros modelos diferentes de cinta pós-parto, por isso é preciso decidir junto com seu médico qual é aquela que mais se encaixa no seu caso. Entre as mais conhecidas estão a cinta sem pernas, que é uma espécie de calcinha modeladora de cintura alta; a cinta com busto para amamentação, que possui o desenho de um body e tem abertura fácil na região das mamas para facilitar o aleitamento materno; a cinta com pernas, que é como uma bermuda com abertura para ajudar na hora de fazer xixi; a cinta sem aberturas, que não possui botões ou colchetes para abrir a lingerie na parte inferior; e a cinta convencional, que comprime a região abdominal e não possui proteção nos seios nem na região pélvica, permitindo o uso da sua lingerie favorita.



Quando é recomendado o uso da cinta modeladora pós-parto?

Mulheres que fizeram cesariana se sentirão muito mais confortáveis com o uso dessa cinta, principalmente ao se movimentar (sentar, levantar, andar) e também tossir, espirrar e dar risadas. Pelo fato de a cesariana se tratar de um procedimento que envolve a colocação de pontos cirúrgicos, há um receio natural em fazer movimentos bruscos, mas a cinta pós-parto ameniza esse receio e os desconfortos. Esses tipos de lingerie só não são recomendados em casos de inflamação nos pontos e/ou sangramento além do normal.


Como escolher o melhor modelo de cinta pós-parto?

Muito além da cor da cinta, é importante verificar qual dos modelos disponíveis mais se encaixa na sua rotina e necessidades. Muito práticas, essas roupas para pós-parto são fáceis de colocar e extremamente confortáveis, evitando incômodos nas regiões em que há cortes pela cesariana. Não é necessário escolher tamanhos menores para apertar seu corpo, já que a cinta já oferece compressão e o excesso de pressão pode machucar e comprometer a movimentação do corpo.

Escolha modelos que sejam fáceis de você vestir e retirar sozinha, e que se adaptem à sua rotina de amamentação, movimentação e até mesmo repouso, já que a recomendação é retirar a cinta compressora somente para se banhar. Em meio a tanta variedade no mercado, procure investir em lingeries pós-parto de qualidade, feitas por empresas especializadas em moda íntima e moda para gestantes. Assim, você irá evitar o comprometimento da sua saúde.

Além de tudo isso, nada te impede de ter vários modelos de cinta pós-parto para cada momento. Para dar um acabamento mais feminino e sensual, por exemplo, muitas mulheres optam pelo body pós-parto, enquanto outras priorizam a cinta de amamentação, e ainda há aquelas que preferem a cinta pós-parto mais básica. 


Por que usar a cinta pós-parto?

O uso da cinta modeladora pós-parto não é obrigatório, mas existem muitos benefícios. Como já vimos no início desse post, o acúmulo de líquidos embaixo da pele resultantes do pós-operatório de uma cesariana é interrompido com a cinta modeladora. Mas também, essa lingerie é igualmente recomendada para mulheres que realizaram o parto normal.

Não só para auxiliar no retorno do útero à sua posição fisiológica, mas também para melhorar a postura e amenizar dores na coluna, esse item é essencial. Também, nesse momento em que a mulher está se dedicando integralmente ao seu bebê, a cinta de compressão molda a silhueta para devolver a confiança e autoestima da mamãe.

Como você pode ver, a cinta pós-parto é muito mais que uma roupa para gestantes ou mamães de primeira viagem. Esse é um produto completo, que deve estar na sua lista de itens essenciais para a chegada do bebê, já que contribui totalmente para a recuperação do corpo da mulher.

Gostou de saber mais sobre essa lingerie pós-parto? Continue navegando e conheça muito mais em www.feminize.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!



Topo