ASMA ATINGE + DE 20 MILHÕES DE BRASILEIROS: INCLUSIVE EU!


Esses dias que a casa está passando por um pequeno reparo no teto (emergencial), a alergia veio dobrada. Porque nessa época do ano quem sofre com alergia como eu, sente na pele, literalmente: nariz, olhos e garganta! rsrsrsrs

E recentemente eu recebi um release da Care Plus, operadora de saúde premium, que convidou o doutor Rafael Medeiros Carraro, pneumologista do Hospital Albert Einstein, para comentar um pouco sobre o cenário da asma no Brasil e explicar a diferença dos sintomas da doença com os sintomas da infecção por covid-19. 

A asma é a doença respiratória crônica mais comum em crianças e adultos jovens. Caracteriza-se clinicamente por sintomas respiratórios recorrentes, como tosse, chiado e falta de ar, que melhoram espontaneamente ou com uso de medicações broncodilatadoras. Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, estima-se que, no Brasil, existam aproximadamente 20 milhões de asmáticos. Um deles sou eu! E só fui descobrir minha asma depois de adulta (mas já sofria com ela desde a adolescência). Mas os médicos sempre me falavam sobre o "vício" em remédio para congestão nasal. Até que cheguei em crise no consultório. E foi aí que enfim, o médico me descobriu asmática, e eu também! Fiz anos de tratamento com injeção semanal (que não adiantaram nadica de nada!). 

Em relação ao tratamento, os principais medicamentos utilizados são os corticoides e broncodilatadores por via inalatória. “As suas doses, posologias e associações vão variar de acordo com a gravidade dos sintomas, buscando-se sempre as menores doses possíveis de medicação para controle da doença. Medidas adicionais importantes são cessação de tabagismo e vacinação anual para Influenza (sobretudo nos casos mais graves). A remoção extensa de alérgenos respiratórios habitualmente é de difícil execução e deve sempre ser discutida individualmente com o médico”, discorre Dr. Rafael.

Desde 1998, a Global Initiative for Asthma (GINA) organiza o Dia Mundial da Asma, que acontece na primeira terça-feira do mês de maio (mês do meu aniversário também ). A data tem como objetivo melhorar a prevenção da doença e o nível de conscientização da população, e embora a gente não esteja em Maio,  Covid-19 ainda está aí, e gerando muita confusão em relação aos sintomas, que intensificam nesse período. Rafael explica que a data reforça a atenção da população para o adequado tratamento de uma doença crônica muito prevalente. E mais importante que isso: o seguimento médico e o tratamento adequados permitem melhora da qualidade de vida e risco muito baixo de internações ou morte pela doença.

E por experiência própria eu posso te dizer: é ruim demais entrar numa crise, e te faltar o ar... você querer respirar e não conseguir... Eu vou ficando incontrolavelmente nervosa, o que piora bastante e me dá mais falta de ar! E se torna um ciclo, é horrível! Ah, vai... pra dizerem que você não precisa de remédio, que ele é um vício??? Eu sempre ouvia isso quando alguém me via sacar um "Sorine" da bolsa. Não adiantava eu dizer que eu não usava o tempo todo, apenas entre os meses de Junho até final de Setembro (quando meus problemas respiratórios atacam - e de quase todo mundo que sofre com eles também! rsrsrs). Até começar a trabalhar numa clínica radiológica, onde vira e mexe ao pegar uma radiografia no negatoscópio, meu chefe dizia que ouvia meu "gatinho miando". E ele que me indicou um amigo alergista que, enfim, descobriu minha asma. Mas isso porque eu cheguei em crise no consultório, a pedido dele, que mandou eu ir sem marcar quando o nariz entupisse (e sem usar remédio). Senhor, eu quase morri naquele dia... foi a primeira vez que entrei em crise! E eu só pensava que eu ia morrer. Bem, desse dia em diante, respiração normalizada, eu usei dois tipos de bombinhas por um longo tempo. 

Agora, nesses tempos de pandemia e ter que sair de máscara, confesso que não é qualquer uma que me permita respirar bem. As vezes a falta de ar vem... E sobre o remedinho que eu usava, agora uso o ano todo. Tenho uma idosa fumante de 3 maços diários morando na mesma casa, minha sogra. Então eu, com 1 cachorro, 2 gatos e ela, imaginam como eu termino o meu dia, né? rsrsrsrs Mas graças a Deus, nunca mais tive crises, e nem preciso do uso da bombinha por longos tempos. 

Durante essa pandemia da Covid-19, muitas pessoas têm confundido os sintomas da asma com os do vírus, mas o coronavírus afeta diferentes pessoas de diferentes maneiras. O doutor Rafael explica que, habitualmente, o paciente com asma consegue reconhecer e distinguir sintomas respiratórios relacionados à exacerbação da asma em relação a outras doenças respiratórias. “Os pacientes com infecção da Covid-19 costumam apresentar tosse seca e falta de ar contínua, porém, sem chiado ou sensação de constrição torácica, que são bem frequentes nos pacientes com crise asmática. Além disso, a melhora dos sintomas em poucas horas após utilização de corticoides e broncodilatadores costuma ser rápida e importante nos pacientes asmáticos. Entretanto, nos pacientes com a Covid-19, a resposta é muito discreta ou ausente. Vale ressaltar que, na dúvida diagnóstica, é fundamental manter o tratamento da asma o mais otimizado possível.”

O primeiro conceito importante a respeito da asma na atual pandemia da Covid-19 é que o paciente deve manter o seu tratamento sempre otimizado para minimizar o risco de exacerbação da doença. Apesar de as primeiras séries de casos publicadas na China terem relatado maior risco de mortalidade em pacientes asmáticos (6%), estudos posteriores não confirmaram essa informação inicial. Deus me free!!! 

“Clinicamente, a infecção pelo SARS CoV-2 se caracteriza por pneumonia e, habitualmente, não causa doença das vias aéreas pulmonares ou broncoespasmo, sendo essa característica diferente de outros vírus respiratórios, como o Influenza, VSR ou Rhinovírus. Portanto, a conduta mais importante para os pacientes asmáticos em tempo de pandemia é manter o acompanhamento médico e o uso regular dos seus medicamentos. Além disso, caso adquira a infecção pela Covid-19, não entre em pânico e converse com seu médico, pois não há evidência que se tenha risco de complicações mais graves, caso a asma esteja devidamente controlada”, afirma Rafael.

Nessa última semana, pra fechar com chave de ouro, precisamos fazer uma obra emergencial, que acabou resultando em lixar tudo e aproveitar pra refazer a pintura da casa! Minha garganta e meu nariz estão como com esse combo??? kkkkk

Beijos da Si

Um comentário:

  1. Curto muito seus posts, são muito bem criativos e interessantes.. Sempre estou aqui lendo e compartilhando com minhas amigas...

    Beijos 😘.

    Meu Blog: Sorteio Pernambuco da Sorte

    ResponderExcluir

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!

QUER SE DESTACAR NO INSTAGRAM?
E-BOOK

Atualizações do Instagram

Subir