A VIDA COM FILHOS IDOSOS

Sabe, quando a gente tem filho, tudo muda na nossa vida. E passamos por "bons apertos" em todas as fases do crescimento: as quedas de quando aprendem a andar, os tombos de bicicleta, uma fratura após um momento de arte, e etc, etc, etc...  Aqueles momentos que a gente sofre, mas graças a Deus, tudo se resolve e fica bem.

Pois é... assim também é quando os nossos pais envelhecem. Ficam teimosos, fazem arte, só que não aceitam "ordens dos filhos", afinal, eles são os pais mesmo! rsrsrs E vira e mexe a gente é surpreendido por uma desagradável surpresa, e precisamos sair correndo. Planos? Esqueça-os. Aprendemos a lidar com o inesperado o tempo todo.

Diariamente, eu vou pra casa dos meus pais pela manhã, e fico por lá até que o almoço chegue: limpo o quarto, cuido do papai, dou banho, brinco e faço companhia... Eles tiram um cochilo depois do almoço, e finalzinho da tarde, eu volto pra lá, para ver o que estão precisando, se preciso limpar algo, dou janta, remédios, e eles deitam por volta de 20h. Com o Alzheimer diagnosticado no papai, os dias tem sido mais "Kinder Ovo" ainda: uma surpresinha sempre diferente! Um dia está bem, o outro acorda irritado! Tem dias que quer quebrar tudo, outros quer só descansar! E assim seguimos. 

Eu sempre acalmo ele. Fico tão feliz de perceber o quanto faço diferença no dia a dia dele. Nos momentos que ele está nervoso demais, basta eu chegar que ele já começa a melhorar. Papai sempre teve o dom de me acalmar: nos dias de trovão, sem luz, no meu medo de altura, de baratas e nas mais diversas situações. Papai sempre foi a calma em forma de pessoa! E eu tento retribuir isso, mesmo sabendo que não chego nem perto da paciência absurda que ele sempre teve! ♥ 

Hoje foi um desses dias na correria e na surpresa! Eu estava ainda de camisola fazendo o café, e o telefone tocou. Era mamãe, dizendo que papai estava caído e não parava de sangrar. Troquei de roupa correndo, peguei a "bolsinha do bebê" (que eu já deixo pronta! rs Fraldas, lenços umedecidos, hipoglós e uma muda de roupa) e parti pra casa deles. Ainda bem que moramos super pertinho. Em 5 minutos eu cheguei. E a cena era apavorante: papai caído no chão, pernas para o alto (no segundo e último degrau da área), o sangue escorrendo por trás da cabeça, e ele chorando! 

Tentativas frustradas de pedir ambulância, marido e eu levantamos ele após termos a certeza de que não havia nada fraturado, e podíamos mexer nele! Colocamos ele no carro, de fralda mesmo, e lá fomos para o hospital. 

                  

Na emergência ele entrou direto, enquanto eu fazia a ficha na recepção. Idoso, 86 anos, queda quase da própria altura... sem desmaio, sem vômitos, sem sonolência! Graças a Deus. Quando eu entrei, o médico já estava achando que papai estava um tanto quanto confuso devido a queda, mas não, ele estava normal mesmo! rs Avisei do Alzheimer e informei os remédios que ele usa diariamente. Aí o médico entendeu a "confusão", e descartou as frases aleatórias que papai repetia. A tomografia não apresentou edemas, hemorragia interna, fraturas,  presença de ar na região cerebral, nada! Graças a Deus! 🙏

Algumas horas em observação, 7 pontinhos de sutura, e papai foi liberado! 👐

               

Por mais pesado que seja o dia, quando eu encerro na casa deles, e os deixo deitados já, olhos nos olhos, só eu sei o quanto o olhar do papai é de agradecimento. Ohwn... os olhos dele dizem tudo. Ele sempre teve o olhar calmo, sereno, tranquilo. E com a idade, não seria diferente! Vejo o amor nos olhos dele. E sei o quanto ele vê o mesmo em mim também. Olhos de amor não tem preço. Não precisam de palavras. Mas mesmo assim, eu sou faladeira, e repito diariamente: TE AMO! E ele esboça um leve sorriso, piscando e dizendo sem uma palavra sequer: eu também!

4 comentários:

  1. Meu Deus, senti meu coração doer com esse susto que você passou e chorei lendo cada palavra, que força, que mulher e que linda filha você é, inspiração ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ohwn Deise, impressionante como eles se sentem tão vulneráveis (e realmente se tornam assim). É de partir o coração mesmo. São nosso filhos, agora velhinhos! ♥

      Excluir
  2. Acho, lindo seu cuidado com seus pais, como eu queria que meus pais deixassem eu cuidar deles. ♥️😔

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Hosana, te entendo também. Papai já está diagnosticado com Alzheimer, e tem vezes que me manda ir embora... mas eu não ligo! rsrs Mamãe sempre foi mais nervosa e irritada, com temperamento mais difícil. Está lúcida, mas vive invocada! rsrsrs Mas aos pouquinhos eles vão amolecendo, e percebem que estou ali por amor, pra ajudar mesmo.
      Vai tentando, devagar... não "escute" de verdade, escute com seu coração! ♥ Super beijo

      Excluir

Ficarei muito feliz ao ler seu comentário. Mesmo que seja uma crítica, feita com educação, é bem-vinda para que o conteúdo do blog possa sempre melhorar!

QUER SE DESTACAR NO INSTAGRAM?
E-BOOK

Atualizações do Instagram

Subir