HÁBITOS DE ATLETAS

em 28 março 2019

Eu tenho dois atletas aqui em casa. Quem me acompanha há algum tempo, já leu por aqui muitas vezes sobre o basquete dos filhotes. E deixa a mamãe orgulhosa aqui falar: hoje eles são atletas federados! E jogam muito mesmo! Mas o que eu quero dizer não é  [apenas] o quanto eles são bons na quadra! Quero ressaltar a importância da disciplina que o esporte ensina!


Hoje, o mais velho está com 15 anos, e o mais novo com 11. O basquete para eles é um compromisso: com eles, com o time, com seus treinadores. Acredito que todo esporte seja capaz de desenvolver essas características na infância e juventude: responsabilidade, competitividade, coletividade, dentre tantas outras.  E num clube, além do treinamento, há palestras com nutricionistas, dinâmicas com psicólogos, e todo um trabalho que ajuda meninos e meninas a perceberem o quanto os hábitos influenciarão no seu futuro.


Meus rapazinhos se preocupam com o sono, a musculatura, os ossos, e até com a alimentação agora. Sabem que podem comer de tudo, e que para cada coisa existe uma regra. Não tem dificuldade para seguir nenhuma delas. Dá um orgulho!


Eu e meu esposo sempre concordamos que eles tinham que fazer um esporte. Não importava qual. Claro que marido queria futebol (desejo de 10 entre 10 pais brasileiros! rsrsrs). Mas o esporte escolhido foi o basquete. E lá fomos nós, nos desdobrando para que eles conseguissem fazer o que escolheram. As escolinhas sempre foram mais limitadas, os uniformes idem (e bem mais caros também). Achar um tênis de basquete infantil (e num preço acessível) por aqui, é uma tarefa impossível! Então, a gente sempre correu muito atrás de tudo! Mas a gente queria que eles fizessem um esporte. E esse foi o escolhido deles! Então, a gente tinha que fazer a nossa parte também, né?


A vida de um atleta, independentemente da modalidade esportiva praticada, é bem agitada. Eles treinam diariamente, mesmo em época de provas. Tem que aprender a dividir o seu tempo entre os estudos e o esporte. E as notas são cobradas. E é preciso muita disciplina e, sobretudo, concentração para alcançar o pódio. Não é uma rotina fácil, e muitas vezes eles ficam exaustos, cansados de verdade! Mãezica faz massagens nas musculaturas, canta, afaga... e eles caem no sono! Merecido!


A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em péA imagem pode conter: Marcelo André Chagas, em pé

No fundo, eles nos ajudam a melhorar nosso sedentarismo também, nos tornando mais saudáveis.  E eu contei um pouquinho mais da minha história sendo mãe de atleta, para compartilhar com vocês algumas dicas que recebi por e-mail, pois concordo que  alguns hábitos adotados por eles podem ser replicados no dia a dia de qualquer um de nós e que tendem a nos tornar ainda mais saudáveis.


A psicóloga Laís Yuri e a nutricionista Aritiane Silva, especialistas da equipe do Instituto Tênis, instituição sem fins lucrativos que apoia o desenvolvimento do tênis nacional, selecionaram algumas dicas de práticas seguidas por atletas da entidade que podem ser incorporadas à nossa vida, melhorando, assim, a qualidade da nossa saúde física e mental.


De acordo com a psicóloga, para quem busca a equação “mente sã, corpo são”, três hábitos são imprescindíveis. São eles:


1 – Crie metas factíveis e as persiga com determinação.


Elaborar e perseguir metas não são prerrogativas apenas do mundo esportivo. Mas, nesse ambiente, o atleta precisa traçar objetivos bem definidos desde muito cedo. Por exemplo, no Instituto Tênis, um tenista de oito anos de idade já sabe o que são metas, para o que servem, como planejá-las e entende que algumas delas são mais rápidas e fáceis de se alcançar do que outras. Quando metas são definidas e suas motivações são claras, o indivíduo passa a ter foco - ele compreende o que está fazendo e porque deve fazê-lo, o que reduz a ansiedade e o sentimento de frustração;


2 – Organize a sua rotina e tenha tempo para tudo.


Manter a rotina organizada é uma exigência para qualquer atleta. Para não se perder nas atividades e nos objetivos, é preciso de organização; é preciso saber quanto tempo se gasta com cada prática e o horário de cada uma delas. Por exemplo, qual o horário do estudo e por quanto tempo se deve estudar, qual o horário das refeições, dos treinos, de interagir com colegas etc. Assim como um atleta, organizar a rotina é essencial para que todos nós possamos cumprir uma agenda de responsabilidades diárias cada vez com mais eficiência e assertividade;


3 – Respire fundo. Ansiedade não ajuda em nada.


Tirar alguns minutos ao longo do dia, respirar fundo e prestar atenção em si mesmo, sem a preocupação com o que se precisa fazer ao longo do dia é muito importante. Sem isso, a rotina acaba consumindo o indivíduo, que fica cansado, estressado e frustrado e não consegue se apropriar dos seus desejos genuínos e do que realmente precisa para ser feliz.


Já do ponto de vista da nutrição, algumas mudanças também são muito bem-vindas, de acordo com a nutricionista Aritiane. São práticas simples, que podem fazer parte de qualquer cardápio. Vamos a elas:





  1. Diminua o consumo de alimentos processados e evite os ultraprocessados, devido o alto teor de gordura e sódio (comidas industrializadas e congeladas, peito de peru, sorvete etc);





  1. Evite preparações à base de frituras por imersão (frango frito, batata frita etc) e o consumo de produtos refinados (pães brancos, torradas, biscoitos e açúcar);





  1. Faça três refeições fixas ao dia - café da manhã, almoço e jantar - e insira um ou dois lanches intermediários;





  1. Dê preferência às fontes de carboidratos complexos integrais e de fibras (pães e massas integrais com grãos);





  1. Consuma de duas a três porções de frutas ao dia e legumes e verduras nas duas refeições principais - almoço e jantar;



  2. Ingira ao menos 2 litros de água por dia.

    Com tantas boas dicas, é possível, sim, apresentar um excelente rendimento na vida, assim como os atletas do Instituto Tênis estão, regularmente, registrando nas quadras do Brasil e do mundo. Assim como os meus atletas de basquete tem feito ao longo das suas vidinhas Pensem nisso! Beijos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo